23 de fevereiro de 2016

Opinião New Adult: "Simples Perfeição" de Abbi Glines



Simples Perfeição foi um retornar a casa. Foi rever os amigos, recordar bons e maus momentos e ganhar novas lembranças, boas e muito más.
Dei cinco estrelas a este volume porque já tinha imensas saudades desta série e porque este romance tem tudo o que eu gosto num romance contemporâneo. Pode não ter 500 páginas, pode não ter referências e citações literárias, pode não ter filosofia ou mistério, mas o que conta é o que me faz sentir quando o devoro e quando o termino. Simples Perfeição fez-me chorar baba e ranho, fez-me suspirar, fez-me rir. Fez-me ter saudades e fez-me dar vontade de pegar no carro e no avião e ir até aquela praia e ficar só lá, a olhar o golfo. Que posso pedir mais?
Tem cenários lindos, tem personagens atraentes, mas cada um com a sua bagagem emocional e bem real.
Abby Glines fez-me chorar a sério, mas não a culpo porque foi o gesto mais bonito de toda a saga e outros livros que ela podia ter descrito. Dificilmente vai ser ultrapassado e/ou esquecido. Ainda agora quando recordo fico triste.
Quem estiver a ler isto, se ainda não leu, tem que ler esta saga, porque é viciante pelos seus dramas, pelo romance, pela paixão que ela contém em cada livro. Amanhã é dia de trabalho, são 4 da manhã e eu aqui a passar para o ecrã todos os sentimentos que esta leitura de um dia me fez sentir e que não me deixou dormir enquanto não cheguei à última página. E ainda quero mais, mas vou-me segurar e começar o próximo só amanhã.
E aquele final... ai deu cabo de mim. Como é que ela pôde fazer aquilo? - aqui refiro-me à autora. Foi um final completamente inesperado, que me apanhou de surpresa e parte-nos o coração logo depois de ele estar todo quentinho e preparado para um final feliz.
Em relação ao resto, a autora tem dividido os romances em vários livros: Rush e Blair em três (o 4º não conta), Woods e Della em dois, e o próximo casal também vai batalhar em dois volumes. Acho este pormenor muito inteligente da parte dela, porque estes romances só num livro não iriam ser saboreados da melhor maneira e assim temos reviravoltas e acontecimentos dos dois lados que completam toda a história e fazem sentir que tudo valeu a pena para aquele final.
Neste sexto volume da saga Rosemary Beach temos a segunda parte do drama entre Woods e Della. Apesar de ter passado tanto tempo toda a história deles estava aqui bem guardadinha para continuar. O melhor de tudo foi que Abbi Glines acrescentou mais uns acontecimentos, pistas e revelações de casais paralelos que de certeza irão dar muito jeito para as próximas leituras. Para além disso, espicaça-nos a curiosidade ainda mais.
Para quem já leu os anteriores o que vou dizer a seguir não é spoiler: a cena da ex-noiva de Woods a dar porrada em Della foi das melhores. Serviu para relembrar esta cena que já tinha sido descrita num livro anterior. Pessoalmente acho que a personagem de Della Sloane é demasiado fraca, mas depois de lermos sobre a história de Blair também não é difícil ter esta opinião sobre outra personagem qualquer. Woods também me pareceu demasiado inseguro, o que ainda piora a minha opinião da sua amada e que quase me faz sentir que talvez ela não o mereça.
O desaparecimento de Angelina foi meio repentino, mas ainda estou à espera que ela volte para fazer das suas. Ela não podia desistir assim tão facilmente.
Tripp é outro personagem-chave para um futuro próximo da história, mas ainda não consegui descobrir qual o significado.
Outro ponto muito positivo é que a autora nunca nos deixa sem a nossa dose dos nossos meninos e meninas. Ela mantém-nos sempre presentes, com os seus momentos de companheirismos, tanto entre eles como entre elas, o que aumenta a nossa vontade de ir lá e de nos apresentarmos ao grupo e talvez ter uma migalha do que eles têm.
Fã desta série! Melhor impossível.

A vida do casal seguia para um final feliz, até acontecer um imprevisto: a morte do pai de Woods. Da noite para o dia, o rapaz herda o império Kerrington e, embora sempre tenha almejado essa posição, precisará de toda ajuda possível para provar que está à altura de tanta responsabilidade.Della está determinada a ser o apoio de que Woods necessita, mas os fantasmas do passado ainda estão presentes e mais intensos do que nunca. Pressionada pela ex-noiva e pela mãe de Woods, ela toma a decisão mais difícil de sua vida: abdicar da própria felicidade pelo homem que ama.Mas os dois terão a força necessária para seguir em frente um sem o outro?
 5*

1 comentário:

  1. Nunca li nada da autora, mas depois deste post é impossível não ficar com curiosidade. Vou procurar qualquer coisa, e arranjar um tempinho para ler.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Hoje fazemos 5 aninhos!

Bem vindas e bem vindos a mais um aniversário aqui do nosso cantinho, mais doce da blogosfera. Pois é, hoje comemoramos mais um ano...