28 de março de 2017

Primeiras Impressões: "The Hate U Give" de Angie Thomas




Mais um livro de uma compra maluca no Bookdepository.

Este livro é bastante recente, saiu nos últimos dias de Fevereiro e portanto quando, uns dias depois, vi-o com 40% de desconto no Bookdepository nem resisti a comprá-lo. Ai que bom é não haver  lei do preço fixo nos livros em inglês...! 😉

O livro chegou e é maior do que pensava! E a capa tem uma textura que nunca vi num livro! Nem sei bem explicar...não é textura de papel reciclado mas é tipo isso só que em papel fotográfico...ok, não sei explicar mesmo 😝

Gosto imenso da capa e espero que quando o livro sair cá pela Editorial Presença, mantenham a capa ou o estilo dela.

A contra-capa também está bem feita..




Queria pegar-lhe no próximo mês mas não sei se vou ter tempo Mesmo assim, vai se lido este ano!


Compilações: "Talvez Um Dia" e "Talvez Não" de Colleen Hoover



Depois de uma conversa com uma seguidora nossa, que me disse quer um certo personagem de um certo livro desta autora era parecidíssimo a outro personagem masculino que eu tinha adorado, a minha curiosidade aumentou exponencialmente em relação aos romances desta escritora. Vou ser sincera, apesar de já ter ouvido falar bem, nunca li ao pormenor as opiniões de quem leu. Sendo eu uma daquelas que vai pela capa, nenhum dos livros desta autora publicados cá em Portugal me tinha chamado minimamente a atenção e por isso nunca lhes liguei grande coisa. Mas quando comecei a pesquisar e encontrei o Talvez um Dia e li a sinopse fez-se um clique e decidi que tinha que o ler primeiro que os outros todos. E pronto, foi assim que li um ebook de 300 páginas, no meu telemóvel de 5,5'', durante o domingo, dia 26. Foi uma leitura e pêras!
Começando então pelo primeiro volume, Talvez um Dia: este livro está cheio de surpresas que nos apanham bastante despercebidas. Colleen Hoover lança umas dicas e pistas que até apanhamos, mas quando pensamos que sabemos o que vai acontecer, afinal não era bem aquilo. Pelo menos no meu caso.
Existem cinco personagens mais centrais, sendo três mais constantes: Ridge, Sidney e Warren. Depois temos Bridgette, Maggie, Toni e Hunter. Estes dois últimos, como diz a sinopse, são os traidores e Warren e Bridgette os colegas de casa.
Primeiro que tudo aviso que há muitas lágrimas, principalmente vindas de Sidney. E este foi o único ponto negativo de todo o livro. A rapariga tem razões para chorar, mas ela tanto chora na desgraça como na alegria. Passa o tempo a chorar. O que vale é que Ridge não se importa.
Não querendo entrar em spoilers e sendo muito indirecta, posso dizer que este romance abrange vários temas mais centrais, sendo alguns deles não muito habituais. Imaginem que vão ler um livro da Dorothy Koomson pela primeira vez, e só quando chegam quase a meio é que se apercebem que a personagem que está a contar tudo é preta. Aqui é algo parecido, em termos de situação, e vai-nos acontecer mais que uma vez pela mesma razão e outras por outras razões.
Todos os personagens têm uma carga pesada em termos de Passado, o que vai aumentar a empatia e juntá-la à atracção que os meninos que aqui nos aparecem nos fazem sentir. Digo desde já que homens como Ridge não existem no mundo real, mas podem haver alguns parecidos. E por isso vamos gostar imenso desta personagem, porque as atitudes dele do início ao fim vão ser do mais correcto que há.
Também como diz a sinopse, vai haver ali uma questão complicada. Sidney foi traída e não quer ser traidora e fazer aos outros o que lhe fizeram a ela, mas Colleen Hoover é "ruim" e vai colocar esta personagem e outra muito à prova. E, não bastante, perto do mim ainda dá mais uma machadada. Enfim, muitas razões para chorar por isso cuidado leitoras mais sensíveis! Esta situação não deve ser rara nos nossos dias, mas a autora descreve muito bem o sentimento das situações e foi aí que ela me conquistou. Colleen não prima pelos diálogos fáceis e fluídos, pelo contrário, aposta nos discursos longos ou é forreta nos diálogos curtos, e, para além disso, descreve imenso e esmiúça cada situação, cada sentimento. Ora para quem adora diálogos rápidos no inicio estranhei um pouco e já estava pronta para ler na diagonal aqueles parágrafos enormes, mas depois arrisquei e não é que gostei do que li e aquilo me agarrou completamente?! Portanto preparem-se para lamechice ao máximo, mas daquelas que nós, românticas, adoramos. Muito drama, muita acção também (incluindo murros), muito romance, muita faísca e atracção, daquela que até temos pena dos coitados, e muita brincadeira também (responsabilidade do Warren).
No volume seguinte e único que ainda existe por enquanto, a história que nos é apresentada é a de Warren e Bridgette, quem já conhecemos do primeiro volume mas quase nada sabemos deles.Enquanto que Ridge e Sidney seriam um casal perfeito, estes dois não o são. Parecem completamente diferentes um do outro, mas logo nos primeiros capítulos percebemos que afinal estávamos muito enganadas. Eles complementam-se também.
Aqui encontramos tanta atracção física como no anterior e como este volume tem muito menos páginas, até parece que tudo está compactado, tanto as surpresas que a autora tanto gosta de nos fazer, como as faíscas entre dois personagens. Estes momentos de alta tensão são os meus preferidos, porque fazem disparar a expectativa do momento final. E raios, se a autora na maior parte das vezes não nos faz a vontade! Tortura a 100%. Preparem os vossos corações e tomem os comprimidos para as arritmias, porque se não bem podem precisar do INEM. Ahahahahah
"- Tu beijas como se tivesses a tentar ressuscitar um gato morto. - diz ela, desgostosa.
- Tu beijas como se fosses um gato morto."
Enquanto com Ridge é só expectativa, com Warren a escritora ficou mais atrevida e podemos ler as cenas sexuais com mais pormenor e em muito mais quantidade! Os problemas da personagem feminina principal acabam por ser mais graves, mas a autora preferiu passar à frente muito rápido. Se este pequeno livro era para ser mais compacto e condensado conseguiu e o facto de ter fugido àquele assunto resultou melhor assim, dando só ênfase na insegurança dela no que toca a relações.
No final ficámos sem saber afinal acerca do tal filme porno!
"- O que diabos estás a fazer? - Brennan pergunta.
Eu pressiono a minha anca contra o colchão para que possa gesticular de volta para eles. - Bridgette e eu vamos morar juntos.
Ridge e Brennan entreolham-se, depois de volta para mim. - Mas... vocês já moram juntos. - diz Brennan."
No final foi um livro muito fofo, sem grandes dramas e cheio de cenas divertidas. Incluindo o miúdo morto!! Ahahahah Melhor cena de todas.
Espero que saia mais algum volume e torço para que seja sobre Brennan que infelizmente prometia muita coisa, mas acabou por não ter muita relevância no primeiro volume.
Em relação a Maggie também gostava de saber mais qualquer coisa, mas não o suficiente para um volume inteiro. Talvez um conto como o de Warren.

Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atracção que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.
Quando Warren tem a oportunidade de viver com uma colega de quarto, ele instantaneamente concorda. Poderia ser uma mudança excitante. Ou talvez não. Especialmente quando essa colega é a fria e, aparentemente, calculista Bridgette. Tensões vão a mil e os temperamentos explodem pelo fato de os dois não suportarem estarem juntos no mesmo lugar. Mas Warren tem uma teoria sobre Bridgette: qualquer um que possa odiar com tanta intensidade também pode amar com a mesma intensidade. E ele quer ser o primeiro a testar essa teoria. Será que Bridgette irá dar uma chance para Warren e, finalmente, aprender a amar? Talvez sim. Talvez não.

Origem: "A Conspiração dos Tudor" e "A Vingança de Lorde Eberlin"





Depois de o "Encontra as Diferenças" aqui está a imagem original que deu duas capas portuguesas! :)



26820098Photo by Lee Avison ~Manor Born~:

27 de março de 2017

Doce do Momento: "9 de Novembro" de Colleen Hoover



Depois de um livro e meio, confesso que estou encantada com a escrita de Colleen por isso enquanto estou para aqui virada vou continuar nesta maratona. A Mafi sugeriu-me este e por isso este é o escolhido para a 3ª leitura desta autora.
Vou continuar até enjoar!
Esta sinopse está corrigida de todos os sítios onde a procurei. Mesmo em sites oficiais copiaram e colaram-na sem ler e corrigir os erros... Enfim...
No último dia de Fallon em Los Angeles, a sua vida cruza-se com a de Ben e os dois apaixonam-se perdidamente. A química que os une é tão forte e incontrolável que, apesar de Fallon estar a caminho de Nova Iorque, os dois prometem encontrar-se novamente. Os reencontros continuam durante cinco anos, sempre no dia 9 de novembro. Fallon e Ben encontram-se para construírem a sua história de amor, entre as várias relações e atribulações das suas vidas separadas. Apesar de só estarem juntos uma vez por ano, os dois envolvem-se cada vez mais e partilham um amor pleno de entrega, paixão e intensidade, capaz de os transformar e de sarar cicatrizes profundas. Cinco anos depois Fallon descobre que Ben carregou um enorme segredo durante cinco anos. O choque e a desilusão tomam conta do coração da jovem, devastada com a possibilidade de tudo ter sido uma farsa. Estarão os dois preparados para aceitar que as histórias de amor nem sempre têm um final feliz? Ou será Fallon capaz de perdoar o homem que ama?

A Entrar do forno: "The diabolic" de S.J Kincaid


26836910

Pela Editorial Presença, vai ser publicado este livro da autora S.J. Kincaid, publicado em Novembro de 2016. A autora já tem uma saga, Insignia, publicada.
Para quem gosta de ficção científica e de distopias, este parece ser um livro interessante.
Pelo Goodreads também podemos ver que vai ser uma trilogia, sendo esperado o segundo para Novembro de 2017.
Nemesis é uma diabólica, uma adolescente humanóide criada para proteger a filha de um senador galáctico, Sidonia. As duas cresceram lado a lado, mas não são de modo algum irmãs. Espera-se que Némesis dê a sua vida por Sidonia, e ela o faria com todo o prazer. Também tiraria tantas vidas quanto necessário para manter Sidonia segura.
Quando o imperador louco de poder aprende que o pai de Sidonia está participando numa rebelião, este convoca Sidonia para a corte galáctica. Ela deve servir como refém. Agora, há apenas uma maneira de Nemesis de proteger Sidonia. Ela deve se tornar nela. Nemesis viaja para o tribunal disfarçada de Sidonia - uma máquina de matar mascarada num mundo de políticos corruptos e filhos de senadores de duas faces. É um ninho de víboras com ameaças de todos os lados, mas Némesis deve manter as suas verdadeiras habilidades em segredo ou arriscar tudo.
Quando o Império começa a fesintegrar-se ea rebelião se aproxima, Nemesis aprende que há algo mais para ela do que apenas força mortal. Ela encontra uma humanidade mais verdadeira do que o que ela encontra na maioria dos humanos. No meio de todo o perigo, ação e intriga, a sua humanidade pode ser a única coisa que salva a sua vida - e o império.

Doce do Momento: "Maybe Not" de Colleen Hoover




Acho que não resisto a saber a história de Warren e de Bridgette. Eles são um casal mesmo muito estranho e diferente.
Quando Warren tem a oportunidade de viver com uma companheira de quarto feminina, ele imediatamente concorda. Poderia ser uma mudança emocionante.
Ou talvez não.
Especialmente quando essa companheira de quarto é a Bridgette fria e aparentemente calculista. As tensões sobem alto e os ânimos alargam-se, já que os dois dificilmente conseguem ficar juntos na mesma sala. Mas Warren tem uma teoria sobre Bridgette: qualquer um que pode odiar com tanta paixão também deve ter a capacidade de amar com tanta paixão. E ele quer ser o único a testar essa teoria.
Irá Bridgette encontrá-lo em si mesma para aquecer o seu coração para Warren e, finalmente, aprender a amar?
Talvez.
Talvez não.

Opinião Sobrenatural: "Ninfas" de Sari Luhtanen



Com uma sinopse tão apetitosa, a expectativa era elevada, mas logo no prólogo e no primeiro capítulo todo o entusiasmo se começa a desvanecer rapidamente. Infelizmente, à medida que fui avançando, foi cada vez mais certo que a leitura não iria melhorar.
Desta vez não vou culpar a tradução porque o que não gostei na escrita (e me pareceu bastante errado) foi mesmo a construção dos capítulos.
Nos capítulos demasiado rápidos os autores escolheram começar alguns com o meio em vez do inicio, ou seja, em vez de haver uma continuação da história, há saltos no tempo e introdução de novos personagens tipo para-quedas. Não há descrições completas, apenas alguns apontamentos físicos, e os personagens são introduzidos como se já fossem nossos velhos conhecidos. Fez-me muita confusão, pois há medida que ia lendo parecia que alguém tinha tirado páginas aleatórias do livro.
É um livro muito confuso, com uma história muito mal contada, com frases interrompidas.
A relação de Didi com a mãe foi contada como se houvesse imensa hostilidade, mas rapidamente acaba e o leitor fica sem saber muito bem o que se passou e o porquê de tanta agressividade de Didi para com a progenitora. Didi torna-se, portanto, uma adolescente pressionada pela mãe numa adolescente mimada, que apesar de não usar a sua suposta "beleza perfeita" a favor dela, também não prima pelo intelecto e sim pela futilidade típica/habitual da idade (fora excepções claro).
O que me confunde ainda mais é o facto de na contra capa descreverem a autora, Sari Luhtanen, como uma experiente escritora, mas como leitora o que me parece é que a ideia de Mikko Oikkonen, a ideia base, não foi bem aproveitada e sim muito mal aplicada. Uma escrita típica de jovem de 14 anos, e mesmo assim já li coisas muito melhores de gente muito mais nova.
Um livro que, confesso, não consegui ler até ao fim.


Romance feminino intenso com uma nova abordagem, onde combina vários elementos; amor e mistério. Uma nova temática que se destaca.
Uma história de amor emocionante, onde as escolhas determinam a forma de viver a realidade.
Com uma linguagem envolvente, o livro oferece-nos vários tipos de elementos - paixão, mistério, luta pela sobrevivência, crise de identidade e duelos entre os grupos de ninfas e sátiros.

26 de março de 2017

Encontra as Diferenças: "Der Spion mit dem Strumpfband" e "O mais desejado dos Highlanders"



Resultado de imagem para leitura maravilhosa - maya banksDer Spion mit dem Strumpfband by [McAbbey, Lisa]



Qual é que acham que ficou melhor? 

Primeiras Impressões: "Os Jantares das Terças" de Monika Peetz




Como sabem (ou não) ando a ler um livro por mês de um autor que tenha uma nacionalidade diferente do habitual americano/britânico.

Ainda não li o de Março que é a Albânia mas já tenho leitura para Abril, onde o país escolhido é a Alemanha.

Este livro foi lançado no ano passado e sempre tive alguma curiosidade com ele mas acho que não vi nenhuma opinião sobre ele...passou despercebido.

É pequeno, nem chega a 300 páginas e o interior é banal, sem nada de relevante. A capa é gira. Vamos a ver. 


Doce do Momento: "Talvez um dia" de Colleen Hoover



Vamos lá experimentar mais uma autora nova para mim.
Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

25 de março de 2017

Origem: "Sinto a tua falta" de Kate Eberlen



Young couple in love outdoor. Stunning sensual outdoor portrait of young stylish fashion couple posing in summer in field. Happy Smiling Couple in love. They are smiling and looking at each other

Este casal já não é novidade nas capas portuguesas... também aparecem aqui!

Opinião Contemporânea: "Sinto a tua falta" de Kate Eberlen





"Sinto a tua falta" marca a estreia desta autora não só no catálogo da Planeta mas no mundo literário em geral, dado que é o seu primeiro livro. Como gostei da sinopse, não perdi tempo a ler esta novidade da Planeta, embora o livro tenha um tamanho considerável para um romance que logo à primeira vista, parece do género de Nicholas Sparks ou Nora Roberts.

34329103Não o li num fôlego mas quase que o podia ter lido face a fluidez da escrita e a envolvência do livro. A sinopse conta grande parte da premissa e portanto não vale a pena aqui repetir o que já foi dito. Gosto de livros em que a acção de passa em poucos dias ou semanas mas também aprecio livros onde o tempo é longo e vamos vendo a evolução das personagens. Aqui a linha temporária percorre mais ou menos 15 anos, facto que é nos dado não só pela vida dos dois protagonistas - Tess e Gus - mas também pelo percurso de Hope, a irmã da Tess, que foi a minha personagem favorita do livro.

E um livro dedicado às personagens, não tem uma grande história por trás, vai tendo várias histórias, apresentadas pelos protagonistas. Gus e Tess sofrem pela morte de entes queridos e este é o primeiro tema do livro: a morte. De uma das partes (não vou dizer qual) é consequência de uma doença fatal e o cancro é um tema abordado ao longo do livro. Outra patologia que é mencionada é o Síndrome de Asperger e com todos estes aspectos, a autora fez um bom trabalho em equilibrar o drama e os momentos mais leves.
Claro que aqui o que interessa é perceber se Tess e Gus se vão encontrar outra vez e o que parece muito provável que aconteça - dado que isto é um romance e queremos sempre um final feliz - a autora faz o leitor sofrer um pouco, porque o esperado só acontece mesmo na recta final do livro.

Apesar de ter gostado das personagens, ambas cometem algo que para mim seria impensável perdoar ou estar com alguém assim portanto no fundo acho que ficaram bem um com o outro.
Como já disse, a minha personagem preferida foi a Hope, adorei a miúda com a sua inocência mas também inteligência. Há mais algumas personagens secundárias que acabam por ter um pouco de protagonismo na história como por exemplo a Charlotte ou o Shawn.

Foi um bom romance de estreia e pelo que li já tem os direitos vendidos para o cinema. Vamos a ver se um filme chega até nós ou um novo livro da autora.


Tess sonha ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controlo da família e descobrir o que de facto deseja ser. Por um dia, nas férias, os caminhos destes jovens de dezoito anos cruzam-se antes de voltarem a casa e verificarem que a vida nem sempre decorre como planeado.
Nos dezasseis anos seguintes, com rumos de vida bastante diferentes, cada um descobrirá os prazeres da juventude, enfrentará problemas familiares e encarará as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo leva a crer que será impossível que um dia se conheçam verdadeiramente...
A extraordinária história que está a apaixonar o mundo.
Sinto a Tua Falta conta-nos duas trajetórias que se entrelaçam sem se tocarem, numa narrativa que emociona e que nos faz pensar. Um romance com todos os ingredientes para o êxito: amor impossível, drama, desventuras, paixão, sonhos interrompidos, doença, superação, esperança, emoção e com um final onde o amor triunfa acima de tudo. 



A Entrar no Forno: "A simple favor" de Darcey Bell


29938376

Mais um thriller para os amantes do género. Desta vez será publicado pela Bertrand. Ainda sem data.
Mais uma sinopse muito atraente e uma autora nova para conhecermos.
Ela é a sua melhor amiga.
Ela conhece todos os seus segredos.
É por isso que ela é tão perigosa. A vida de uma mãe solteira é virada de cabeça para baixo quando a sua melhor amiga desaparece.
Começa com um simples favor - uma bondade comum que as mães fazem umas pelas outras. Quando a sua melhor amiga, Emily, pede a Stephanie que apanhe o seu filho Nicky depois da escola, ela felizmente responde que sim. Nicky e o seu filho, Miles, são colegas de turma e melhores amigos, e os de cinco anos gostam de estar juntos - exatamente como ela e Emily. Stephanie é 
uma mãe viúva bloguer caseira que vive em Connecticut, e que ficou solitária até conhecer Emily, uma executiva de PR sofisticada, cujo trabalho em Manhattan exige muito do seu tempo. Mas Emily não volta. Ela não atende chamadas ou retorna mensagens. Stephanie sabe que algo está terrivelmente errado - Emily nunca deixaria Nicky, não importa o que a polícia diga. Aterrorizada, ela chega aos leitores do seu blog para obter ajuda. Também chega ao marido de Emily, o bonito, reticente Sean, oferecendo apoio emocional. É o mínimo que ela pode fazer pelo seu melhor amigo. Então, ela e Sean recebem notícias chocantes. Emily está morta. O pesadelo de seu desaparecimento terminou.
Será? Porque em breve, Stephanie começará a ver que nada - nem a amizade, o amor ou mesmo um favor comum - é tão simples quanto parece.

24 de março de 2017

Opinião Contemporânea: "Tentação" de Nora Roberts



Este pequeno livro de Nora Roberts, publicado pela Harlequin, pode ser lido num dia e esquecido no outro, mas o melhor é que mesmo com uma sinopse tão resumida, que está em relação com o tamanho do livro, toda a história volta quando a lemos.
A primeira atenção que tenho a fazer é o facto de haver algum exagero, tanto nas reacções de Éden como nas descrições da autora. Por exemplo, descreveu um momento debaixo das estrelas e um beijo casto como um momento selvagem!!!! Só se foi por estarem ao ar livre.
A segunda atenção, é sobre Chase, o galã e único homem da história. Na minha opinião ele foi-se tornando cada vez mais machista e dominador, características com que eu não simpatizo nos personagens masculinos de romances "românticos".
Gostei das peripécias do lago e do final, tal como do aparecimento do ex e da tia, mas gostava que a a autora tivesse desenvolvido mais o acontecimento do ano: o baile. Em vez disso, nem um capítulo lhe dedicou.
Gostava também que este não fosse um livro único e que no mínimo fosse uma duologia, havendo assim uma continuação com a Candy que merece o seu príncipe encantado também, tal como também merecia um pouco mais de protagonismo nesta curta história.
Os exageros iniciais foram melhorando e Nora Roberts relembrou o porquê de gostar tanto das suas obras. Adoro as suas descrições tanto dos cenários como dos sentimentos, principalmente destes últimos. Mas continuo a achas que os seus romances estão muito carentes de algo mais, em que as obras e as histórias são aquilo e aquilo mesmo, não havendo muita profundidade. Ok, há pesquisa e há sentimentos e passados, mas neste momento isso já não me chega. Num livro assim tão curto notou-se isso, principalmente porque resumido não resta muito mais que os encontros do casal protagonista.
No geral, é um romance romântico, cheio de momentos a dois e alguma atracção, com muito cavalheirismo e esforço por parte de Chase para conquistar Éden. O Passado desta não é muito original e estar lá ou não para mim era igual.

Em Tentação uma jovem de uma família rica vê-se obrigada a trabalhar num acampamento de verão depois da ruína da sua família. O que certamente não esperava era converter-se em objecto de desejo... e ele não esperava ter de lutar contra a necessidade imperiosa de a fazer dele.

Primeiras Impressões: "Empurrado para o Pecado" de Monica James



Como ainda não li os anteriores, este vai ter que ficar para depois. Também é um livro espesso. A capa tem as cores para chamar a atenção, mas a boca da menina assim evidenciada até parece que fica um pouco estranha.
Os eróticos também não me têm atraído minimamente por isso mais uma razão para eu não lhe pegar.
O livro começa onde o anterior nos deixou, com Dixon a tentar fugir das garras de Juliet, e a manter o relacionamento crescente com a inocente Maddy. Mas o que não esperava era ter de percorrer um caminho tortuoso para afastar a vil Juliet da sua vida. Um homem entre duas mulheres opostas.
O final da arrepiante história erótica e de suspense e uma grande história de amor e redenção.

A Sair do Forno: "Nimona" de Noelle Stevenson




Uma das bandas desenhadas ou graphic novels mais populares dos últimos tempos também irá chegar a Portugal :D
Apesar de não ser um género muito falado no blog, como tenho este livro em casa, decidi partilhar esta notícia convosco. 

O livro teve os direitos adquiridos pela Saída de Emergência que irá começar a publicar graphic novels! 

Nimona começou como uma web-comic postada em capítulos até ter sido transformada em livro. Algumas imagens:



A história centra-se em Nimona, uma metamorfa que decide juntar forças ao vilão Ballister Coração Negro, e fazer frente a uma instituição secreta gerida por um cientista louco. Num estilo subversivo das tradicionais fantasias medievais, NIMONA promete virar do avesso as convenções do género.
NIMONA foi finalista do prémio Eisner e National Book Award em 2015 e, nesse mesmo ano, os direitos de adaptação para uma animação foram adquiridos pela 20th Century Fox.
Sai dia 2 de Junho! 

A Sair do Forno: "Magnus Chase e os Deuses de Asgard - A Espada de Verão" de Rick Riordan


Foto de The Girl Who Reads Books.


A Espada de Verão, é o 1.º livro da nova série que desta vez nos apresenta uma aventura com os deuses nórdicos: deuses, magia, mitologia e muitas aventuras com os viquingues.
Rick Riordan traz a aventura, o mistério e o humor já tão característicos dos seus livros onde mistura a vida moderna dos jovens de hoje com a mitologia e história.
Uma série viciante, cheia de suspense e de problemas e surpresas para os heróis resolverem.

Sai dia 5 de Abril  

A Sair do Forno: "A Rainha Subjugada" de Phillippa Gregory



Foto de The Girl Who Reads Books.


Intriga, ambição, poder, amor e história, com uma pesquisa rigorosa e contada de forma soberba sobre Catarina Parr.
A última e sexta mulher sobrevivente de Henrique VIII. Uma mulher forte, intelectual, culta e de uma beleza cativadora.
Novo livro da série Os Tudor, de Philippa Gregory, a escritora consagrada e mais lida do romance histórico em todo o mundo.

Sai dia 5 de Abril  

1 Milhão de Visitas!!!!!






Demorou 4 anos e 3 meses mas chegámos ao patamar de 1 milhão de visitas!!!!

Imagem relacionada

*Isto sou eu a agarrar-me à Ne* ahaha 


Festaaaaaa!!

Resultado de imagem para party  gifs

Claro que a vitória é nossa mas vocês não estão esquecidos! Teremos surpresas em breve portanto continuem a passar por cá para depressa chegarmos aos 2 milhões! Sim há que pensar já na próxima meta! 

Obrigada a todos que nos foram visitando ao longo destes anos, que comentaram, que seguiram, que participaram nas nossas maluqueiras e passatempos! 

Obrigadaaaaaaa 😘😘😘 


23 de março de 2017

A Sair do Forno: "Prazeres Infames" de Elizabeth Hoyt

Foto de Crónicas de uma Leitora.


As suas vidas eram perfeitas... até se conhecerem um ao outro.
Lady Hero Batten, a bela irmã do duque de Wakefield, pode gabar-se de ter tudo. Até está noiva do cobiçado marquês de Mandeville. Ele pode ser um nadinha enfadonho, e não ter qualquer sentido de humor, mas isso não é nada que a incomode... até ao dia em que conhece o irmão dele...
Griffin Remmington, Lorde Reading, está longe de ser perfeito. Leva um estilo de vida debochado e entrega-se a atividades pouco recomendáveis, mas é divertido, e o seu sentido de humor não tem par. No momento em que o conhece – numa posição deveras comprometedora, por sinal - Hero percebe que um homem detestável como ele não pode ter lugar na sua vida. Mas a constante batalha de vontades entre os dois não tarda a atear as chamas do desejo....
À medida que se aproxima o dia do casamento de Hero, é preciso colocar tudo na balança. Existirá de facto algum futuro para o casal mais inesperado do mundo?
Lealdade, perigo, e paixão... o segundo volume da série Maiden Lane é tão arrebatador quanto o primeiro...
Sai dia 25! 

A Sair do Forno: "A Magia das Pequenas Coisas" de Sarah Addison Allen



Foto de Crónicas de uma Leitora.

Por detrás das sebes de um jardim encantado, está aninhada a casa da família Waverley. As mulheres que a habitam são herdeiras de um legado mágico: a macieira, que produz frutos proféticos, e as flores comestíveis, com os seus poderes únicos. Mas algo se passa ultimamente. Uma estranha inquietude parece invadir tudo e todos.
A discreta Claire tem um novo negócio. Inspirada pelo jardim, ela produz doces artesanais em que usa a lavanda para atrair a felicidade, as rosas para reconquistar os amores perdidos, a lúcia-lima para acalmar a garganta e o espírito... E o sucesso destas guloseimas é tanto que ameaça afastar Claire das pessoas e da vida que tanto ama. A rebelde Sydney anseia apenas por um novo começo... e um novo bebé. Mas as tentativas têm sido vãs. A sua alegria de viver perde um pouco de brilho a cada dia que passa. A “pequena” Bay, agora uma adolescente, acabou de declarar o seu amor pelo rapaz errado. Apenas Evanelle continua a dar às pessoas exatamente aquilo de que precisam...
E quando um misterioso forasteiro chega à cidade e desafia a essência da própria família, cada uma destas mulheres terá de fazer escolhas difíceis e inesperadas.

Sai dia 25 de Abril  

A Sair do Forno: "Um pedacinho de céu" de Julia Quinn


Foto de Crónicas de uma Leitora.

Quem conhece Honoria Smythe-Smith sabe que, para lá das suas inúmeras qualidades, a jovem tem algumas... enfim... particularidades, nomeadamente:
1. É uma entusiástica (e péssima!) violinista
2. Fica fora de si sempre que alguém diz “Bicho”
3. NÃO está apaixonada (não está!) pelo melhor amigo do irmão
Já Marcus Holroyd, conde de Chatteris, é o seu oposto. É um rapaz tímido e responsável, mais conhecido por:
1. Ser lamentavelmente dado a entorses do tornozelo
2. Carregar o fardo de ser um dos solteirões mais cobiçados
3. NÃO estar (de todo!) apaixonado pela irmã do melhor amigo
Juntos...
1.São grandes amigos
2. Comem quantidades escandalosas de bolo de chocolate
3. Sobrevivem ao pior espetáculo musical do mundo
Julia Quinn tem para eles planos que incluem...
1. Uma febre mortífera
2. Momentos (muito!) embaraçosos
3. Um final desesperadamente romântico

Sai dia 28 de Abril! 

Encontra as Diferenças: "Não Há Bela Sem Senão" e "Chain Letter"



Tons mais azuis ou verdes?