1 de abril de 2017

Opinião Young-Adult: "Emmy and Oliver" de Robin Benway





Este livro - de certeza desconhecido da grande maioria de vós - foi um dos livros que comprei no ano passado e tem estado parado na estante desde então. Decidi pegá-lo no final de Fevereiro e fui lendo aos pouquinhos mas à medida que ia lendo, fui ficando cada vez mais embrenhada na história e peguei nele à séria, ou seja em dois dias li o resto das 200 páginas que me faltavam. 


23315831Foi um livro que me surpreendeu, porque como comprei-o há bastante tempo já não me lembrava da sinopse. Ao princípio parece um romance young-adult fofinho mas é muito mais do que isso. O livro começa com a Emmy e o Oliver na primária, eles para além de serem colegas de escola, são vizinhos numa cidade pequena. Emmy vive com os pais e o Oliver vive com a mãe mas vai passar alguns fins de semana com o pai. E é aqui que a história começa quando eles despedem-se numa sexta-feira e o Oliver nunca mais é visto naquela pequena cidade ou seja é raptado pelo pai.
Temos depois um salto temporal de 10 anos e o 1º capítulo começa com a notícia que o Oliver foi encontrado pela polícia  e vai voltar à casa onde nasceu.

Foi um livro que mexeu um pouco comigo. O tema do rapto é um pouco pesado e achei muito interessante como o Oliver sentia-se preso mesmo voltando à sua antiga vida Como ele não se lembrava de quase nada, para ele a sua vida era viver com o pai, ele agora é que se sentia raptado e privado da vida antiga. Foi interessante do ponto visto psicológico entender isto.

O romance em si, quase não chega a se um romance visto que a Emmy é muito mais amiga do Oliver, do que namorada. Também não há assim nada de muito explícito o que gostei. Depois temos a questão de a mãe do Oliver querer que o pai pague pelo crime que cometeu e de como o Oliver se sente confuso com os seus sentimentos para com a mãe e o pai.

A Emmy também tem alguns problemas em casa, é a rapariga educada e estudiosa daquela comunidade mas a sua paixão é o surf, algo que ela sabe que não é bem visto pela mãe. Esta parte de filha em conflito com a filha já achei um pouco mais aborrecida de se ler mas a Emmy também tinha que ter algum destaque.

Infelizmente este livro já saiu em 2015 e é um pouco desconhecido mas gostei imenso dele. Uma escrita em inglês muito fácil de se ler. Também infelizmente não está traduzido cá e dificlmente estará.

Curiosamente, depois de ler este livro, fui pesquisar outros livros young-adult que pudessem ter uma temática parecida e encontrei outro que também tenho para ler na estante. Só que desta vez é ao contrário, é uma rapariga que é raptada pela mãe e acaba depois por ir viver com o pai. Fiquei mesmo entusiasmada para ler também este livro. O livro é este aqui


Emmy’s best friend, Oliver, reappears after being kidnapped by his father ten years ago. Emmy hopes to pick up their relationship right where it left off. Are they destined to be together? Or has fate irreparably driven them apart?
Emmy just wants to be in charge of her own life.
She wants to stay out late, surf her favorite beach—go anywhere without her parents’ relentless worrying. But Emmy’s parents can’t seem to let her grow up—not since the day Oliver disappeared.
Oliver needs a moment to figure out his heart.
He’d thought, all these years, that his dad was the good guy. He never knew that it was his father who kidnapped him and kept him on the run. Discovering it, and finding himself returned to his old hometown, all at once, has his heart racing and his thoughts swirling.
Emmy and Oliver were going to be best friends forever, or maybe even more, before their futures were ripped apart. In Emmy’s soul, despite the space and time between them, their connection has never been severed. But is their story still written in the stars? Or are their hearts like the pieces of two different puzzles—impossible to fit together?
Readers who love Sarah Dessen will tear through these pages with hearts in throats as Emmy and Oliver struggle to face the messy, confusing consequences of Oliver’s father’s crime. Full of romance, coming-of-age emotion, and heartache, these two equally compelling characters create an unforgettable story.

 

2 comentários:

  1. Por vezes temos livros muito bons que ficam um pouco esquecidos nas nossas estantes... :)

    ResponderEliminar
  2. A capa pode ser simples, mas é absolutamente adorável :)

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!