23 de abril de 2017

Opinião Contemporânea: "Deixa-me ir" de Gayle Forman





34617332Gosto imenso quando os autores saem da sua zona de conforto e arriscam em novas áreas. Quando a Presença avançou com a novidade do primeiro livro adulto da Gayle Forman, quis de imediato lê-lo porque estava curiosa para ver o que saía daqui.

"Deixa-me ir" tem uma capa perfeita, que tem tudo a ver com uma certa parte do livro. Mas infelizmente, perfeita só mesmo a capa porque tive alguns problemas com o livro. Começamos com Maribeth, uma mãe muito trabalhadora, sempre preocupada e stressada com tudo, sempre sem tempo para respirar nem para aproveitar os pequenos prazeres da vida...até ao dia em que leva um susto do seu coração, que decide parar de bater por breves momentos. 

É operada de urgência e a sua vida muda drasticamente. Em casa - de repouso absoluto - começa a perceber que a vida fora das quatro paredes não abranda e quem parou foi mesmo ela. É aqui que começa a interrogar-se sobre  vida que teve até agora, sobre s escolhas que fez em relação ao marido e à carreira e é com a vontade de libertar-se das antigas rotinas e de tudo o que a rodeia que Maribeth decide partir sozinha, à procura de um sentido, de uma resposta, de algo.

A protagonista é uma personagem simpática e com certeza que muitas mulheres mães se vão identificar com ela. Mesmo assim acho que a atitude de abandonar tudo, inclusive os filhos não foi a mais correcta. Já ouvi casos de pessoas que chegam a um ponto extremo de cansaço, estoiradas da maternidade e do stress da vida cotidiana e simplesmente fogem, sem nenhuma explicação...,mas fugir para mim não é a solução porque não vai resolver nada, aliás ainda vai fazer pior. Foi aqui que comecei a gostar menos do livro. O resto acaba por ser um pouco spoiler e portanto não me vou alongar muito mais.

É um livro que se lê bem, com personagens bem humanas e que aborda temas sérios, como a correria e o stress de hoje em dia que tornam-se prejudiciais à nossa saúde, tanto física quanto psicológica. Não me consegui identificar com a Maribeth e não gostei de algumas atitudes dela. Não é um livro mau mas talvez esteja demasiado habituada às personagens jovens desta autora. Acho que é daqueles livros que a não ser que estejam a passar pelo mesmo ou já tenham estado numa situação semelhante, não vos vai conseguir agarrar de forma compulsiva. Foi o que me aconteceu.


Maribeth Klein é mãe de gémeos e editora de uma revista de moda. Conciliar essas duas facetas da vida tem sido um desafio quase impossível e Maribeth sente-se esgotada. A azáfama do dia a dia, cada vez mais intensa, não a deixa parar um segundo, nem para perceber que acaba de ter um ataque cardíaco.
Durante a recuperação, dispondo finalmente de algum tempo para pensar, Maribeth decide fazer as malas e partir. Longe das obrigações familiares e apoiada por novas amizades, pode por fim lidar com os problemas que a atormentam há muito e enveredar por uma jornada de descoberta que lhe permitirá perceber o que é realmente importante. 

 

A Entrar no Forno: "Ícones da DC" de vários autores



29749085


Hoje foi divulgado que uma das futuras apostas da Topseller será a série "DC Icons" adaptada aos romances jovem adulto e escrita por 4 autores diferentes!

A editora já tem os direitos dos 4 livros que se terão como protagonistas: Mulher Maravilha, Batman, Homem de Ferro e Catwoman. O primeiro livro sai em Agosto, lá fora.

Tal como os nomes indicam, o primeiro livro fala sobre a Wonderwoman. Leigh Badurgo é autora do Trilogia Grisha com um só livro publicado em Portugal, pela 1001 Mundos. O 2º será escrito por Marie Lu, autora da trilogia "Legend" com 2 títulos em português. 

22 de abril de 2017

Encontra as Diferenças: "Raio de Sol" e "Let you Leave"



Estas capas são infinitas. E ainda bem!

Foto de Eli Gama.30055774

A Sair do Forno: "Isto acaba aqui" de Colleen Hoover em Maio




Mais um livro da Colleen a chegar cá!

A Topseller já confirmou que em Maio  teremos em português "Isto acaba aqui", o mais recente livro da autora lançado lá fora. 

Depois de ter vencido, em 2015, com «Confesso», publicado pela Topseller em abril, a escritora norte-americana volta a conquistar os leitores com o seu mais recente livro, uma história emocionante que "trata de um tema sensível"*. Neste romance corajoso e profundamente pessoal, Colleen Hoover oferece uma história emocionante que a confirma como uma das grandes escritoras da atualidade.
«It Ends With Us» será publicado pela Topseller durante o primeiro semestre de 2017.

* -  "trata de um tema sensível", o texto em questão tinha um spoiler do livro. 

Quem vai querer ler? o/ 

20 de abril de 2017

A Sair do Forno: "Imitação Mortal" de J.D.Robb



Foto de Crónicas de uma Leitora.


Num jogo letal de gato e rato, Eve Dallas irá enfrentar um admirador de um dos mais infames assassinos de todos os tempos…
Um homem de capa e cartola aproxima-se de uma prostituta numa viela escura de Nova Iorque. Minutos depois, ela surge morta. No cenário do crime, um bilhete é endereçado à Tenente Eve Dallas, convidando-a a juntar-se a um jogo que irá revelar a identidade do criminoso. A carta contém apenas a assinatura de “Jack”.
Dallas é forçada a ir em perseguição de um assassino que sabe tanto de serial-killers quanto ela, um homem que estudou alguns dos homicídios mais infames de sempre. E não só é um especialista como quer deixar a sua própria marca.
Ele já escolheu a sua próxima vítima: Eve Dallas. E a única coisa que ela sabe é que o assassino planeia imitar o mais famoso assassino de sempre: Jack, o Estripador.

Sai dia 12 de Maio! 

Encontra as Diferenças: "Jumping in Sunse" e "Under the Mecy Trees"



Corta aqui e acolá e muda-se um pouco de contraste e voilá.



19 de abril de 2017

Passatempo #1milhão: "Um Beijo Inesquecível" de Teresa Medeiros


17304233


Bem vindos aos passatempos comemorativos do nosso mais recente feito: a marca de 1 milhão de visitas!

Temos 1 exemplar deste livrinho para oferecer. Só têm de preencher correctamente o formulário abaixo.
-Só aceitamos participações de Portugal Continental e Ilhas;
-Não nos responsabilizamos por eventuais desvios dos CTT;
-Podem participar até 7 de Maio 

Boa sorte!

A Sair do Forno: "A Mulher do Plantador de Chá" de Dinah Jeffries


Resultado de imagem para A Mulher do Plantador de Chá


Um homem atormentado pelo passado?
Uma mulher perante a escolha mais terrível da sua vida.
Aos 19 anos, Gwendolyn Hooper abandona a Escócia para se encontrar com o seu marido, Laurence, em Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chá mais prósperas do império.
Mas, ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwen imaginara: os funcionários parecem rancorosos e calados, os vizinhos, traiçoeiros, e o seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios. Com Laurence ausente em trabalho, Gwen explora sozinha a plantação. Ao vaguear por locais proibidos, encontra várias portas fechadas e até um pequeno túmulo ? pistas de um passado escondido.
Quando descobre estar grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou a Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver a sua família desfeita. Quando chegar o dia de revelar a verdade, será que ela vai ter o perdão daqueles que ama?


Sai dia 2 de Maio! 

Ponto da Situação: "Escrito na Água" de Paula Hawkins


Foto de Algodão Doce para o Cérebro.


Apesar de ter recebido este livro no início do mês, li 27 páginas e ficou de lado porque peguei em outros. 
Ontem tinha pela frente no mínimo 5 horas de viagem em comboio e embora tivesse vontade de levar o "Uma magia mais escura" que é outra das minhas actuais leituras, peguei neste da Paula Hawkins e ainda bem que o fiz. Consegui ler ontem 200 páginas! A trama está numa fase em que começam as revelações e estou ansiosa por descobrir mais.

Ao princípio estava a baralhar-me com tantas personagens, especialmente mulheres mas agora já tenho a teia de personagens montada no meu cérebro. Tenho algumas suspeitas mas não consigo ainda tirar conclusões.

Não sei se estou a gostar mais deste ou o "A Rapariga do Comboio"...gosto dos dois igualmente até agora.



18 de abril de 2017

Passatempo #1milhão: "A lista do meus desejos" de Gregóire Delacourt


18716728

Bem vindos aos passatempos comemorativos do nosso mais recente feito: a marca de 1 milhão de visitas!

Temos 1 exemplar deste livrinho para oferecer. Só têm de preencher correctamente o formulário abaixo.
-Só aceitamos participações de Portugal Continental e Ilhas;
-Não nos responsabilizamos por eventuais desvios dos CTT;
-Podem participar até 7 de Maio 

Boa sorte!


Origem: "Mistwalker" de Saundra Mitchell



Sem diferenças! 

Resultado de imagem

17 de abril de 2017

Passatempo #1milhão: "Incarnate:Encarnação" de Jodi Meadows



25415840


Bem vindos aos passatempos comemorativos do nosso mais recente feito: a marca de 1 milhão de visitas!

Temos 1 exemplar deste livrinho para oferecer. Só têm de preencher correctamente o formulário abaixo.
-Só aceitamos participações de Portugal Continental e Ilhas;
-Não nos responsabilizamos por eventuais desvios dos CTT;
-Podem participar até 7 de Maio 

Boa sorte!


Encontra as Diferenças: "Una piccola libreria a Parigi" e "O mundo invisivel"




Resultado de imagem para o mundo invisivel katherine webbUna piccola libreria a Parigi:

16 de abril de 2017

Opinião Young-Adult: "Se eu fosse tua" de Meredith Russo



Spoilers para quem não sabe nada do livro. 
Quando soube do lançamento em Portugal deste livro, soube logo que tinha de o ler. Não só pela sinopse apelativa mas pelo tema e por o que o livro trazia, algo de diferente que nunca tinha lido, neste caso a transexualidade.

O facto de saber que a autora é transexual deixou-me mais curiosa pois sabia que ia ler algo com informações correctas e quiçá com um cunho pessoal. 
O livro até começa como outros livros YA, com a chegada de Amanda a uma nova cidade e a uma nova escola para viver com o pai. Mas Amanda é diferente.

Na escola Amanda depressa torna-se popular entre rapazes e raparigas e consegue adaptar-se bem a esta nova vida. Pela 1ª vez sente-se livre e bem consigo mesma. 
O livro apresenta alguns flashbacks da vida anterior de Amanda e mostra o seu processo em entender que não se sentia bem como rapaz e todas as dúvidas que acompanharam a sua decisão em mudar de sexo. 

Admito que esperava um pouco mais de informação talvez "técnica" sobre o processo de mudança, dado que o que li não foi novidade para mim ou de conhecimento básico geral de quem já tenha lido sobre este assunto; ainda assim achei importante esta contextualização do passado para caracterizar um pouco a personagem.
Um ponto a que é dado algum foco é o estado psicológico da protagonista no passado, as suas dúvida e inseguranças que eram mais profundas com a presença do pai mas que diminuíam com o apoio da maternal. O papel dos pais também é destacado aqui e gostei como o pai da Amanda - embora não entenda ao início a decisão da filha - tenta apoiar a mesma, mesmo que seja de uma maneira mais subtil.

Outra coisa pertinente no livro e que gostei foi o quão diferentes são as amigas de Amanda e de como esta percebe que não é a única a esconder algum segredo.
Quanto ao romance, achei que foi fofinho e gostei imenso do Grant! Achei piada ele também esconder um segredo à Amanda e ter receio em mostrar que a sua vida não era fácil. Adorei todos os momentos entre eles os dois, mesmo quando o segredo é descoberto.

Quis ler este livro em português também para ver como seria a tradução, já previa que fosse um pouco difícil de traduzir mas acho que ficou um trabalho bem feito e quem ler vai entender porquê.
Dentro do género young-adult acho que este livro é inédito, como nunca li nada com este tema e pela diversidade de personagens que o apresenta, acho que e um livro importante e merece ser lido, especialmente por jovens que estejam a passar por situações semelhantes.
Embora não fosse um livro que me tivesse arrebatado, dou 5 estrelas pelos motivos acima mencionados e pela coragem de falar de um tema ainda tabu na sociedade. 

Só porque tens um passado, não quer dizer que não possas ter um futuro.
Mudar de escola no último ano e ser a miúda nova do liceu nunca é fácil para ninguém.
Amanda Hardy não é excepção: se quiser fazer amigos e sentir-se aceite, terá de baixar as defesas e deixar que os outros se aproximem.
Mas como, quando guarda um segredo tão grande?
Uma história inspiradora e comovente que nos enche o coração e nos ensina que o amor mais verdadeiro e profundo nasce da coragem de sermos nós mesmos.

Origem: "Deixa-me ir" de Gayle Forman



Quando a imagem é perfeita, não vale a pena mudar nada.

Resultado de imagem

15 de abril de 2017

Lanche em Boa Companhia: Votação



Olá gulosas,

estamos então a preparar o menu para o próximo lanche. No último a maior parte leu o livrinho muito rápido e por isso desta esperamos que aconteça o mesmo, eheheh.
Esperamos também que com tempo e opção de escolha possamos contar com mais pessoas.
Aqui na barra do lado direito têm então onde votar. As opções são entre duas autoras, cada um com dois livros:


Toda a gente pode votar, até para ajudar a desempatar. Aqui nos comentários podemos "discutir" o melhor ou o que dá mais jeito. Para nós qualquer um dos quatro, por isso tu depende de vós.
Podemos agendar o nosso lanche para dia 1 de Maio.

Doce do Momento: "O Protector" de Jodi Ellen Malpas




Uma pausa em Colleen e voltemos a Jodi.

Toda a gente pensa que tirou as medidas a Camille Logan: uma menina do papá mimada e bonita que usa a conta bancária do pai para financiar o estilo de vida que leva. Mas Camille é muito mais do que parece à primeira vista e está determinada a viver livre de amarras. Quando descobre que a sua vida está a ser ameaçada em consequência da maneira implacável como o pai gere os negócios, não tem outro remédio senão preparar-se para as medidas que ele vai tomar para a proteger. Mas nada poderia prepará-la para o ex-sniper do SAS que entra de rompante na sua existência.
Jake Sharp vive o seu inferno privado. Já uma vez se deixou distrair do seu dever e as consequências foram devastadoras, pelo que jurou nunca mais permitir que voltasse a acontecer. Ser o guarda-costas de Camille Logan não é o género de distracção dos seus demónios que devia aceitar - as mulheres e Jake não combinam bem-, mas proteger a herdeira parecer ser o menor de dois males.
Jake não tarda a descobrir a verdadeira Camille. É uma jovem terna e compassiva, a sua presença apaziguadora, e o dever de protegê-la depressa vai mais longe e mais fundo do que um trabalho bem pago. Jake precisa de absolvição. Acaba por precisar de Camille. Mas sabe que não pode ter ambas.

Primeiras Impressões: "Tudo o que ficou para trás" de Nora Roberts






Prendinhas de Natal na Páscoa é sempre bom ahaha


No passado domingo foi dia de almoço livrólico e eu não consegui ir ao almoço mas fui a tempo da sobremesa. Mal cheguei as tias dispararam por todos os lados, um livro, um coelho de chocolate (já comi), um marcador, uns ovinhos (já comi portanto só tenho a caixa)...ufa! Não tinha mãos para tanta coisa mas agradeço tudo do fundo do coração. 😍😘 

Quanto ao livro...é mais um da Nora para a estante...só tenho ali uns 20 e tal da autora por ler :D 

14 de abril de 2017

Vencedor dos 2000: Vencedor de 27-03-17



Sem mais demoras porque já demoramos imenso tempo a anunciar a vencedora do passatempo do dia 27 de Março, aqui está! Dos 17 comentários válidos, o random escolheu o número 9 que pertence a...

Joana Vieira Varela





Parabéns Joana! Envia-nos um email para revelarmos que livro irás receber :) 

Encontra as Diferenças: "Alice, wie Daniel sie sah", "E se poi mi innamoro, pazienza" e "How not to disappear"



A mesma pessoa em locais diferentes? Com coisas diferentes a voar por cima dela?

Foto de Elisabeth Ansley.Foto de Elisabeth Ansley.