17 de agosto de 2016

Opinião Contemporânea: "Mulher Solteira Procura Vingança" de Tracy Bloom



Mulher Solteira Procura Vingança! Mas que melhor título para nos chamar a atenção no meio de tantos livros? Além disso é óptimo para o que vamos encontrar lá dentro.

É um livro de rir e chorar... por mais, e eu, como gulosa que sou, comparo-o a uma caixa de pipocas no cinema - só paramos de comer quando chegamos ao fundo e nos apercebemos que já não há mais.
Tracy Bloom não fez por menos e as vinganças de Suzie vão aumentando de intensidade, se podemos dizer assim, o que faz com que cada uma seja melhor que a outra, sendo a primeira a mais suave mas também bastante original.

Um ponto bastante positivo é o facto da obra ter banda sonora. Ao longo das 242 páginas as personagens vão fazendo referências a músicas, umas conhecidas outras nem por isso, que nos fazem ter aquele som na cabeça ou ficar com aquele palpite para mais tarde irmos procurar.

Drew, o melhor amigo aqui da nossa vingadora, aparece como um personagem óptimo para equilibrar a (boa) loucura de Suzie formando-se aqui um Ying e um Yang perfeito. Eles vão se completando, mas só no final saberemos se sempre é Drew a alma gémea. Nós e a personagem feminina principal.

Sendo Suzie uma conselheira sentimental, vai ser de rir às gargalhadas onde quer que estejamos quando esta começa a aconselhar verdadeiramente as suas leitoras! As ideias que ela dá são ainda mais originais às que ela mete em prática na sua vida e talvez algumas leitoras desta obra vão se identificar e talvez aplicar alguns destes conhecimentos. O meu conselho: esperem pelo final do livro.

Eu já sabia que adorava este tipo de romance. Já não me lembro bem do último que li do género, mas só me lembro no momento dos livros de Jill Mansell que me punham às gargalhadas do início ao fim. De qualquer forma, e do que me recordo, Tracy Bloom é ainda melhor porque é tudo tão descontraído e mais focado nas artimanhas e imaginação da personagem em vez de no romance e nos filhos e nos primos. Aqui estamos sempre com a empatia ao rubro e com a boca já aberta para a próxima gargalhada. Uma óptima oposta para quando nos sentimos mais em baixo. De certeza que este livrinho vos vai levantar a moral nem que seja um bocadinho.
O romance está sempre patente e o final feliz é previsível o que não foi mau, foi mau foi apenas como Tracy Bloom decidiu fazê-lo. Achei-o demasiado lamechas para um livro que tem tanto de sentido de humor e de original. Assim o final foi algo cliché e esmoreceu o entusiasmo ao máximo.

O que faz uma mulher quando vê a sua vida amorosa em ruínas?

Vinga-se de todos os homens que já a magoaram, claro…

Suzie Miller, uma conselheira sentimental desiludida, nem quer acreditar quando o novo namorado acaba com ela por sms. E logo a seguir a terem feito sexo… duas vezes! Decide então que chegou a hora de fazer cada um dos seus ex-namorados sentirem a dor que ela sentiu quando foi abandonada sem qualquer pudor. Os seus métodos são algo insólitos, mas esses homens merecem a humilhação em grande escala.

Eufórica por finalmente se ter insurgido, começa também a sugerir formas escandalosas para as suas leitoras lidarem com os pesadelos das suas relações. De repente, toda a gente quer conselhos da Suzie. Enfim satisfeita por estar solteira e a desfrutar da sua promissora carreira, parece que a felicidade está mesmo ao virar da esquina. Até que um homem se intromete no seu caminho…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Hoje fazemos 5 aninhos!

Bem vindas e bem vindos a mais um aniversário aqui do nosso cantinho, mais doce da blogosfera. Pois é, hoje comemoramos mais um ano...