17 de fevereiro de 2015

Compilações: "O Beijo das Sombras", "Carícias da Noite" e "Sedução ao Luar" de Laurell K. Hamilton




Ui há mais seis livros desta colecção! Mas será que no nono volume a nossa Merry engravida? Torna-se rainha? Ainda se mantém viva?
As questões continuam e a maior parte delas não nos é respondida. Não vou dizer que a curiosidade aumenta, apenas acho que ela se mantém e Laurell K. Hamilton vai-nos entretendo com outros assuntos.
Vamos primeiro relembrar o que já disse do primeiro volume para depois continuar por aí adiante:

Opinião O Beijo das Sombras

O Beijo das Sombras revelou-se um livro deveras interessante.

Não consigo encontrar muitos pontos negativos, nem os procurei tal foi a concentração e envolvimento durante a leitura, mas continuo a achar que este livro é daqueles que nos prende enquanto o lemos e no final a magia se desvanece. Apesar de ter gostado, não fiquei com aquele "vazio", apenas com curiosidade.
É uma obra cheia de sensualidade, em que o sexo é descrito sem tabus e sob o ponto de vista de várias raças, algumas originárias da imaginação de Laurell Hamilton. Achei o gosto desta, em relação ao pormenor físico e psicológico das personagens, bastante original e ao mesmo tempo bizarro. Bizarra é, também, o tipo de magia utilizada. Digamos que é mais ao estilo de Anne Bishop!
Falando em personagens bizarras, considero a pior de todas o rei dos duendes, o rei Kurag. Então quando Meredith conta a infância dela com ele, ainda pior.

Pelo final, fico à espera de uma sequência, visto que muitos pontos ficaram em aberto, tais como:
- Quem engravida a Merry?
- Algum deles é o tal? Tem algum?
- O que acontece aos seus rivais, como o primo Cel e o Jenkins?
- Chega a ser rainha?
- Há alguma guerra?
- ...

Este suspense e final incompleto juntamente com alguma repetição de ideias e palavras na mesma frase representam os pontos menos positivos.
Em relação à personagem, principalmente a Merry, ainda estou um pouco indecisa. Por um lado, não gosto muito de personagens femininas promiscuas (sou uma romântica literária), mas por outro, esta caraterística condiz com todo o mundo criado por Laurell. De qualquer forma e em jeito de conclusão, resta dizer que O Beijo das Sombras enquadra-se perfeitamente na literatura fantástica, tanto pelas suas paisagens, como pela sua sociedade ou personagens.
Confesso que agora no final de ler os três (reler o primeiro) não consigo distinguir o que se passou num ou noutro. Posso é dizer que os poderes de Merry aumentaram, os seus amantes também, a sua influência nos outros seres idem aspas.

O que mais gostei foi a descoberta progressiva, ou a transformação (digamos assim sem grandes spoilers), dos poderes dos seus guardas.
As curas e as feridas acabam por ser rotineiros, apesar de a última "matança" da Rainha Adais ter sido demasiado sangrenta. Continuo a detestar esta personagem, mas penso que o objectivo é mesmo esse. O que vale, é que Cel não está presente, pelo menos fisicamente, em Sedução ao Luar e por isso temos apenas uma mente maquiavélica para aturar.
As cenas com as fadas e os duendes também me mudaram tudo o que pensava e imaginava deles. De facto, Laurell K. Hamilton dá-nos uma visão completamente diferente do habitual. Ok, é uma mais sangrenta e sexual, mas se excluirmos essas vertentes (digamos assim), temos uma história fantástica e diferente, com muita magia à mistura. Claro que o melhor continuam a ser os guardas. Estou indecisa entre o Negrume e o Rhys, apesar das asas do Nicca me terem alimentado e muito a imaginação. Ai e quando elas a defendem, até mesmo perante a rainha! Adoro. Tão sexy!
O saldo ao fim destes três volumes é muito positivo, mas não o suficiente para ir ler o quarto volume em inglês. Só resta esperar que a Saída de Emergência se resolva a pegar novamente nesta saga.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!

Hoje fazemos 5 aninhos!

Bem vindas e bem vindos a mais um aniversário aqui do nosso cantinho, mais doce da blogosfera. Pois é, hoje comemoramos mais um ano...