28 de fevereiro de 2014

Opinião Contemporânea: "Desejos do Coração" de Jude Deveraux


Este é daqueles livros que no final me faz suspirar de satisfação.
Esta é daquelas histórias que eu me assisto a fazer, a falar, a pensar tudo o que a personagem principal faz.
E esta é mais uma autora que eu me vou inscrever no grupo de fãs!
Gemma, apesar da sua timidez mas da sua convicção em ficar ali - o que só ficou não pela persistência mas sim por ser a única ali apaixonada pelos manuscritos e por ser a candidata ideal para emparelhar com Colin, segundo a mãe dele - acabou por ser uma personagem activa e despachada.
Durante este livro, o qual devorei completamente, tive bastantes duvidas em relação a Colin, principalmente quando me metem médicos daqueles à frente! Achei que apesar de aquela química inicial, depois do que Colin fez a Gemma acabei por ficar menos do lado de Colin e será por isso que no meio do livro já não estava muito convencida com este casal. Mas depois com o aparecimento de casais de volumes anteriores (esses que ainda não li mas que já tratei dos arranjar para ler) a história foi se encaixando e funcionando de maneira mais ao meu gosto.
Como não sou muito fã de surpresas gostei da parte de já conhecermos o mau da fita desde o inicio. Isso faz com que nós acompanhemos os acontecimentos com um outro nível de atenção aos pormenores que nos poderiam escapar de outro modo.
De todo o modo, apesar de ser um romance bastante simples, a escrita de Jude agarra-nos tanto que nos fascinamos com cada diálogo, com cada mudança de cenário, com cada personagem. É sem duvida uma escritora que consegue transformar algo simples, sem grandes desenvolvimentos, numa obra cheia de romance.
Linda e inspiradora!

Sinopse:
Gemma Ranford quer tanto obter o emprego oferecido para catalogar os documentos de uma das famílias mais antigas de Edilian, a família Frazier, que está disposta a lutar por ele. Fascinada por História e desesperada por terminar a sua tese de dissertação, Gemma acredita que aqueles papéis lhe fornecerão novas informações essenciais para imprimirem novo fôlego à sua investigação. O que ela não espera encontrar são as repetidas referências à Pedra dos Desejos do Coração, um talismã mágico que, reza a lenda, concederá desejos a quem detenha o apelido Frazier. Se algo tão poderoso caísse nas mãos erradas, toda a família poderia ficar em perigo - mas, à semelhança da maioria das pessoas, Gemma considera que não passará de um mito. No entanto, à medida que vai passando mais tempo com a família, apercebe-se de que os desejos mais secretos de todos os Frazier estão, lentamente, a tornar-se realidade - e que ela, entretanto, está a apaixonar-se perdidamente pelo filho mais velho da sua empregadora, Colin. O problema é que Gemma não é a única a ter reparado que os poderes mágicos da pedra despertaram... e há um ladrão internacional à espreita. Trabalhando em conjunto, Gemma e Colin terão de encontrar a pedra antes que esta possa ser usada contra a família, mas não o farão sem que cada um dos seus desejos mais profundos tenha sido descoberto...


Título Original - Heartwishes

Edição - Maio 2012

ISBN - 9789898228994



https://www.goodreads.com/book/show/13615933-desejos-do-cora-o 


Diário de uma Maratona IV: Objectivos


A 42ª Maratona vai começar no próximo dia 1 de Março.
Preparadas?!?!?!?
Nós já nos inscrevemos e mais uma vez calhou-nos a EQUIPA MAFI (ok, a Mafi não teve grande escolha).

 Os nossos objectivos, além de GANHAR, são:

Mafi
Para esta maratona não vou fazer planos nem vou fazer o desafio.
O meu único objectivo é ler 500 páginas.


Ne:
Nesta maratona vou seguir o meu plano Na Fila. Por isso espero terminar, no mínimo, dois ou três:

O desafio vai ficar para a próxima.

A Sair do Forno: "Half Bad- Entre o bem e o mal" de Sally Green



Na Inglaterra dos nossos dias, bruxos e humanos vivem aparentemente integrados. Na realidade, os bruxos têm a sua própria sociedade secreta, as suas regras e a sua guerra, que divide os Bruxos Brancos, considerados «bons», e os Bruxos Negros, odiados e perseguidos pelos Brancos.
  O herói, Nathan, é filho de uma Bruxa Branca e de um Bruxo Negro e, portanto, considerado perigoso. Nathan é constantemente vigiado pelo Conselho dos Bruxos Brancos desde que nasceu e aos 16 anos é encarcerado e treinado para matar. Mas Nathan sabe que tem de fugir antes de completar 17 anos e a sua determinação é inabalável. 

Sai dia 5 de Março 



Na Fila: Março




Março é já amanhã e por isso, e para não variar, cá deixamos a nossa lista do que esperamos ler neste mês:

Mafi

Ao Encontro do Nosso AmorCoisas do CoraçãoLigeiramente Perverso (Bedwyn Saga, #2)Quando Tu Eras Meu

Ne
Por esta ordem! Sou tão esperançada eheh

27 de fevereiro de 2014

Primeiras Impressões: "A Menina dos Ossos de Cristal" de Ana Simão


 Mal li o título deste livro percebi logo sobre o que era e como eu tenho uma queda pela doença aqui retrata, a Osteogenese Imperfeita, disse: "tenho que ter este livro". E pronto, cá está ele.
Ainda por cima a protagonista chama-se... Inês!
Agora só resta lê-lo e ele corresponder às minhas expectativas.
 
Muito obrigada à Vânia Custódio.

Opinião Sobrenatural: "Acheron" de Sherrilyn Kenyon



Opinião (1ª Parte):
O que eu penso de Acheron?
Maravilhoso! Lindo! Comovente! Viciante! Irritante! Sem comparação! Sem descrição...
Tem drama até fartar lá isso tem, mas toda esta tragédia grega (o que é irónico porque a maior parte se passa lá) torna tudo muito mais emocionante e cativante.
Adorei a referência a Atlântida, tal como a outras histórias que conhecemos. Sherrilyn Kenyon pegou em deuses, demónios e humanos e misturou-os dando-nos este presente que nos agarra e não nos larga. Que no faz rir e chorar logo a seguir. Que nos faz suspirar "oh's" e ao mesmo tempo nos faz querer arrancar os cabelos a certas e determinadas personagens!!!
Temos nascimentos, mas temos muitas mortes, tantas que até me fez recordar com nostalgia A Guerra dos Tronos.
Mas o que mais me chateou foi a vida humana de desgraça de Acheron. O coitado sofre todo o santo dia, todos os anos... Tantos que até fiquei dormente, ficando numa constante angustia por ele ao longo das 330 páginas correspondentes. É verdadeiramente doloroso e frustante.
Preparem-se para muita emoção, positivas e negativas, mas todas tempestuosas e viciantes, e preparem-se principalmente para não conseguirem, ou fazerem-no muito mal, resistir a ler a segunda parte. Eu consegui mas estou até com formigueiro... Eu vou conseguir não ler o resto!
Opinião (2ª Parte):
E pronto! Não consegui esperar mais e li o que restava deste calhamaço que apesar do peso não me importei de andar com ele para todo o lado, sempre aberto. A minha sorte é que ele se lê tão bem que nem chegamos a ficar com dores no braço!
Como li esta parte a seguir ao nº10, i.e. O Caçador de Sonhos, acabou por calhar tudo bem, pois em termos temporais o Acheron passa-se quando a pequena Tory já é jovem-adulta.
E aqui é que está o melhor - melhor por que achei a segunda parte muito inferior à primeira! Apesar de já me terem feito spoiler sobre quem seria a cara metade do nosso Ash eu não estava mentalizada para encontrar a pequena Tory. Foi um máximo. Deviam ter visto a minha cara quando me apercebo do que se vai passar! Por isso é que digo que ainda bem que li o Acheron logo a seguir, se não passados 5 livros já eu me tinha esquecido e assim o impacto foi muito maior.
Mas apesar de ser o melhor tambem acaba por ser o pior, porque eu, como fã desta saga, sempre imaginei o Ash de uma forma mais velha e mais intocável. Ele aqui vai se transformar em algo mais "tocável" digamos assim e por isso mais semelhante aos restantes Predadores.
De qualquer forma, adorei o apoio dado por todos, porque nos restantes livros também tive essa sensação que o pessoal apesar de curioso nunca tentou ajudar a sério, ou até compreender, o Ash.
Também achei que todo o romance foi rápido demais. Como ele tinha aquele trauma sempre achei que ele se iria apaixonar devagarinho e aqui apesar daquela breve amizade tudo acontece muito depressa para o meu gosto. De qualquer forma acho que a Tory é suficiente para o Ash, principalmente depois com os poderes com que ela fica. E mais principalmente ainda depois da lição que ela dá à bezerra ruiva!! Havia de ter feito algo mais "físico".
Agora, depois deste livro, fico curiosa para saber se o nosso Ash vai continuar a aparecer, ou desaparecer, como dantes, ou se o Nick lhe vai tomar o lugar. Esperemos....

Sinopse (1ª Parte):
Um deus nasceu há onze mil anos. Amaldiçoado num corpo humano, Acheron teve uma vida de sofrimento. A sua morte humana originou um horror indescritível que quase destruiu a Terra. Trazido de volta contra a sua vontade, tornou-se o único defensor da humanidade. Só que não foi assim tão simples... 
Sinopse (2ª Parte):
Durante séculos, lutou pela nossa sobrevivência e escondeu um passado que não desejava revelar. Agora, tanto a sua sobrevivência, como a nossa, dependem da única mulher que o ameaça. Os velhos inimigos estão a despertar e a unir-se para matá-los - aos dois.

Título Original - Acheron

Edição - 2009

ISBN - 9789724619255

https://www.goodreads.com/book/show/7364421-acheron


Origem: "Ligeiramente Perverso" de Mary Balogh

Esta foi demasiado fácil!


Posts relacionado:

- A Sair do Forno

Doce do Momento: "O Príncipe Corvo" de Elizabeth Hoyt

"Nessa mesma noite, naquela que foi a mais estranha cerimónia alguma vez testemunhada, Aurea casou-se com o corvo.» Little Battleford, Inglaterra rural, segunda metade do século XVIII. Assistindo à constante debilidade das finanças familiares, Anna Wren, recentemente enviuvada, vê-se na necessidade de encontrar emprego. Culta e letrada, torna-se secretária de Edward de Raaf, conde de Swartingham. Homem de um carácter que a vida tornou mordaz e inflexível, de rosto e corpo marcado por cicatrizes de infância, tudo parece indicar que Anna Wren será uma secretária a prazo. Numa improvável partida do destino, ambos despertam o lado mais secreto do outro, rapidamente desenvolvendo um desejo mútuo e de forte carga erótica, inicialmente não assumido. Na Inglaterra do Império e das conquistas ultramarinas, nas vésperas da Revolução Industrial, conseguirá o preconceito e o conservadorismo separar duas almas talhadas para se unirem?

26 de fevereiro de 2014

Primeiras Impressões: "O Sabor da Tentação" e "Sedução Irresistível" de Elizabeth Hoyt


Apesar de não ter o nº2, decidi aproveitar a promoção da FNAC (é sempre dificil de resistir) e arranjei maneira do primeiro e do terceiro, e último publicado, serem adicionados à biblioteca. Se os vou manter ou não não sei, porque só vou ler o Sedução Irresistivel depois de ler o volume anterior e esse está dificil de ser arranjado. Mas mais tarde ou mais cedo vou conseguir e depois é ler tudo de uma assentada.

Elizabeth Hoyt não é das minhas escritoras preferidas, mas tenho um fraco enorme por romances históricos, e estes ficam tão bem ali na minha estante...

Em relação a estes dois, acho que a nível exterior há uma evolução favorável. As cores não são tão carregadas e a modelo acaba por ser actual.

O marcador que vem com o livro é dos 3 livros e não apenas deste terceiro volume...buh!

Em relação à sinopse: o remake da Bela e do Monstro não é nova neste género de romances, mas da minha parte não me importo de ler outra versão e sou capaz até de a comparar com a da outra autora.

Veremos como corre este leitura. Espero que seja melhor que o primeiro, no mínimo.

Opinião Sobrenatural: "Highlander - Para Além das Brumas" de Karen Marie Moning



Este livro pareceu-me uma montanha russa de tantos altos e baixos que encontrei.
Começou mal, melhorou, piorou, melhorou e acabou por piorar. Não sei se é da minha memória mas não me lembro dos outros highlanders terem uma história tão contraditória.
Refiro-me ao geral e ao particular.
No geral pois tanto temos relatos crus e maldosos como temos discursos muito, mas mesmo muito "lamechas"! Perdi a conta aos "meu amor" e "meu coração". Sim foi amor à primeira vista, mas é preciso começar logo com falinhas com excesso de mel?
O que mais gostei foi mesmo a parte mágica, de ela aparecer e desaparecer. Gostei também do primeiro encontro entre Adrienne e o ferreiro. É curioso como notei mais faisca ai do que quando ela se virou e encontrou o Açor! 
Gostei também do romance que vai aparecendo muito subtilmente entre a mãe de Açor e o cozinheiro. Muito engraçadas as ultimas cenas.
Achei o passado de Adrienne com o "sempre-duro" muito forçado e demasiado dramático, mas compreendo que Moning tenha inserido este facto para Adrienne ter uma carga emocional um pouco maior e também ter razoes para ser escolhida pelo Adam Black. Confesso que não me lembro do outro livro sobre ele. 
Por fim, e um ponto muito importante, é o facto de Açor ser um laird lindo e maravilhoso e de cair para o chão e afogarmo-nos na baba, mas depois metem um modelo horrível (segundo os meus critérios claro) na capa. Ou seja, acabei por imaginar um Adam muito melhor do que o personagem principal.


Sinopse:
Um Laird fascinante
Ele era conhecido por todo o reino como Açor, lendário predador de campos de batalha e alcovas. Não havia mulher capaz de recusar o seu toque, mas mulher alguma lhe fizera jamais estremecer o coração — até uma vingativa fada trazer Adrienne de Simone, aos trambolhões, da Seattle dos tempos atuais para a Escócia medieval. Cativa num século que não era o seu, ousada até mais não, sem papas na língua, ela era um desafio irresistível para o conquistador do século XVI. Coagida a casar-se com Açor, Adrienne jurou mantê-lo à distância — mas a sua doce sedução devastou tal resolução.
Uma prisioneira no tempo
Ela tinha um perfeito "não" nos seus perfeitos lábios para o famigerado laird, mas Açor jurou que ela haveria de sussurrar o seu nome com desejo, implorando a paixão que ele ansiava por inflamar dentro dela. Nem mesmo as barreiras do tempo e do espaço o deteriam na conquista do seu amor. Apesar da sua incerteza quanto a seguir os impulsos do seu coração apaixonado, as reservas de Adrienne não igualavam a determinação de Açor em mantê-la ao seu lado…

Título Original - Beyond The Highlander Mist

Edição - Março 2012

ISBN - 9789896374075

https://www.goodreads.com/book/show/13506437-highlander---para-al-m-das-brumas


A Sair do Forno: "Noites Escaldantes" de Sylvia Day

Ah malandra da SDE que mudou o título! Já o tínhamos anunciado no A Entrar no Forno


Noites Escaldantes


Connor é um guardião dos sonhos e está presente em todas as fantasias eróticas de mulheres. Ao vaguear no mundo etéreo, oferece às mulheres prazeres inimagináveis. Mas ele sabe que um terrível perigo ameaça destruir o seu mundo, bem como o mundo dos mortais, e assim é forçado a viajar à terra… e cair nos braços da sedutora Stacey Daniels. Stacey sempre se sentiu atraída pelo tipo errado de homens e o homem musculado e de aparência viking que lhe surge à porta não é exceção. Mal consegue acreditar que o guerreiro ferido vem de outro mundo, um mundo onde sonhos eróticos são necessários para sobreviver, um mundo cheio de perigos que ele trouxe para a sua casa. Connor descobre conforto na paixão entre ambos e sente Stacey a render-se às suas promessas, mas apenas o tempo poderá dizer se isso será suficiente para derrotar o inimigo que o persegue…

A Escaldar dia 21 de Março


Continuação de:
Frutos Proibidos (Dream Guardians, #1)

A Sair do Forno: "A Menina dos Ossos de Cristal" de Ana Simão


Inspirador testemunho de vida, que nos ensinará que amor é poder. Num livro encantador, de narrativa simples e poética, Ana Simão conta a história de como sofreu, viveu e amou, acompanhada pela doença dos ossos de vidro, a chamada osteogénese imperfeita.• Uma história de luta e coragem e o triunfo da mulher que, contra todas as expectativas, consegue vencer. Um testemunho inspirador e apaixonante: ela viveu e venceu o sofrimento• Um livro que conta com a divulgação e promoção por parte da APOI (Associação Portuguesa de Osteogénese Imperfeita) e a Associação Raríssimas.

Já à venda.

25 de fevereiro de 2014

Opinião Sobrenatural: "O Caçador de Sonhos" de Sherrilyn Kenyon



O sentido de humor de Sherrilyn Kenyon de facto é único. Em O Caçador de Sonhos não nos podemos deixar de rir na cena de Hades e Persefone! Desculpem a expressão mas: Oh My God! O que eu me ri. Não vou adiantar mais porque esta cena é quase final, mas que foi muito boa foi. Digo desde já que a autora é perigosa, porque tanto pode apresentar uma personagem mitica em todo o seu esplendor como pode satirizá-la e torná-la amorosa quando tudo o que ouvimos dela foram sérias e de respeito.
Passando agora para o inicio e recomeçando, aqui está mais uma "raça" de predador. Desta vez temos o Predador, quer dizer Caçador, de Sonhos que se vem juntar ao rol da Noite e de Humanos. Arik, cujo nome estava sempre a ler trocado como Akri o que acabou por me baralhar várias vezes, acabou por ser uma personagem masculina muito boa mas um pouco fraca por ter tantas fraquezas. Sherrilyn ainda tentou fazê-lo muito forte e indestrutível, o que acontece é que eu não encontrei nada disso, pelo contrário, visto que ele começa como um viciado e depois passa a humano sem poderes, ou com muito poucos.
O que salva tudo é mesmo Mageara e a sua familia e equipa, personagens estas que ainda me vão parecer melhor no livro que li a seguir (ver opinião de Acheron - 2ºparte).
A situação da casa destruída e roubada também acabou por ser um ponto negativo porque já é uma cena algo usada nesta saga o que não adianta nada de novo.
De qualquer forma, este livro, tal como todos os anteriores, vai vos emocionar, fazer rir, aumentar a cultura geral e principalmente ter sonhos muitos bons durante os dias em que lerem estas páginas.


Sinopse:
Condenado pelos deuses a viver para toda a eternidade sem emoções, Arikos apenas consegue sentir através dos sonhos dos outros. Durante milhares de anos vagueou pelo inconsciente humano em busca de sensações. Agora encontrou finalmente uma sonhadora cuja mente vívida é capaz de preencher o seu próprio vazio.
Megeara Kafieri testemunhou a ruína do pai na sua demanda para provar a existência de Atlântida. A promessa da filha, no leito de morte do pai, de resgatar a reputação dele, trouxe-a até à Grécia, onde a jovem tenciona provar que a mítica ilha está no local identificado pelo pai. Em vez disso, Megeara encontra um estranho a flutuar no mar – um estranho cujo rosto reconhece de muitos dos seus sonhos. O que Megeara desconhece é que Arik esconde mais segredos do que aqueles de que ela precisa para encontrar a Atlântida. Arik fez um pacto com Hades: em troca de duas semanas como mortal, ele terá de regressar ao Olimpo com uma alma mortal... a de Megeara.

Título Original - The Dream-Hunter
Edição - Abril 2012
ISBN - 9789897100307




https://www.goodreads.com/book/show/13568976-o-ca-ador-de-sonhos




A Sair do Forno: "A Partir deste momento" de Bella Andre



Marcus Sullivan é o irmão mais velho responsável, há trinta e seis anos, desde a morte do pai, pelos sete irmãos, mas quando o seu futuro perfeito não passa, afinal, de uma mentira, decide afogar as mágoas numa noite estouvada. 
  Nicola Harding é conhecida por um único nome - Nico - devido às canções sensuais e arrebatadoras, só que ninguém sabe que a sua imagem de ingénua é falsa. Após a traição de um homem que gostava mais da fama do que dela, a cantora de vinte e cinco anos decide que nunca mais ninguém a magoará ou descobrirá quem é na realidade, em especial o belo estranho que conhece num nightclub apesar da fome e das promessas pecaminosas que lê nos olhos escuros, que lhe dão vontade de lhe revelar todos os segredos. 
  Nicola e Marcus decidem partilhar apenas uma noite, mas descobrem que se sentem atraídos e, apesar de não quererem, as emoções cada vez maiores e a atracção escaldante aproxima-os cada vez mais, ao ponto de se perguntarem se lhes basta uns momentos de união.

Nas livrarias em Março

Continuação de:
O Olhar do Amor

Primeiras Impressões: "Marcados à Nascença" de Caragh M.O'Brien


Já andava de olho nesta distopia há imenso tempo, mas nunca via o raio do livro à venda! E nunca era uma prioridade, até ontem, quando a wook fez mais um dos seus momentos (10% de desconto + portes grátis) que mesmo não sendo assim grande coisa ainda era um desconto de aproveitar, até porque tinha dinheiro do PPL para descontar (que só abato quando há portes grátis). Percorrendo a wishlist decidi encomendar este e já chegou!

Fiquei surpreendida porque o livro é em capa dura! Algo que não é muito habitual nas edições portuguesas portanto estou contente por ter comprado a edição portuguesa, apesar de ainda não ter saído a continuação. Espero que a editora não tenha desistido desta trilogia!

A capa por baixo é igual à jacket.

A lombada do livro!

Por dentro o livro é normal, folhas brancas e tem 500 páginas portanto o que paguei por ele (13.35€) foi um preço mais do que justo pela edição.

Vai ser lido em março para o desafio distopia, do Goodreads e espero gostar, pois o conceito é muito interessante! Deixo aqui a sinopse  (mal traduzida, na minha opinião, aconselho a verem a original) para quem não conhece o livro:
Num futuro arruinado pelo sol impiedoso, onde a água é mais valiosa do que o ouro, há aqueles que vivem dentro das paredes do Enclave e aqueles, como Pedra Gaia, parteira de dezasseis anos, que vivem fora. Gaia sempre acreditou que o seu dever, tal como o da sua mãe, é entregar uma pequena taxa de bebés saudáveis aos residentes do Enclave, apesar de, fora do recinto, não voltar a ter notícias deles. No entanto, quando aqueles a quem tem servido tão escrupulosamente aprisionam os seus pais, começa a questionar todas as suas crenças. Gaia só pode fazer duas coisas: entrar no Enclave para salvar os seus pais ou morrer a tentar. 

Alguém desse lado já o leu? Opiniões precisam-se! 

24 de fevereiro de 2014

Primeiras Impressões: "Sonhos de Papel" de Ruta Sepetys


Ai credo, que foto tão mal tirada!
A capa do livro parece muito melhor que na imagem em cima, mas não foi esta que me fez adquirir este livrinho, pelo contrário. A menina com alimentação saudável ou a bela adormecida antes de adormecer não me convenceram minimamente, mas sim esta frase:
"Ela é filha de uma das prostitutas de luxo mais cobiçadas de Nova Orleães..."
Que querem que vos diga. Cheira-me a tabus, a drama e a pouco romance, mas a esperança é a última a morrer, por isso espero que no meio do Bairro Francês e da biblioteca haja um amor intenso e que me irá agarrar com unhas e dentes.
Se não o fizer... adeuzinho Ruta Sepetys.

Origens: "Pura Malícia" de Jill Mansell


Jill Mansell está como Lara Adrian... com o reportório de capas e origens quase completo. Podem ver a loirinha da capa do Pura Malícia que a Saída de Emergência escolheu:


Posts relacionados:
- Opinião da Ne

Tag "Namorados Literários"

A Patrícia, da Chaise Longue, anda romanticamente inspirado e por isso criou esta Tag e dedicou-a à próxima sexta-feira. ao passado dia 14 de Fevereiro.



Beija-me!

Qual o beijo literário que te fez derreter bocadinho a bocadinho?

Mafi - Four e Tris no Divergente, acho que ia arrebentando de tanta cuteness. 
Ne - Se bem me recordo, foi o primeiro beijo entre Anabelle e Simon atrás do cortinado em Desejo Subtil. Qual derreter! Aquilo pega logo fogo!



Na Cama

Qual foi a cena mais escaldante que já leste?

Mafi - Assim das últimas que me lembro quando o Andrew vai lá abaixo à Camryn (Entre o agora e o nunca) foi bastante quente, ou era eu que estava com calor naquela altura...
Ne - São tantas, mas o inicio da Primeira Campa à Direita é uma cena e tanto e logo assim... uma pessoa até fica atordoada.


O Melhor é fazer as Pazes

Eles só discutem, mas cada vez que se vêem é fagúlhas por todo o lado! Nomeia um casal assim.

Mafi - Evie e Sebastian em Paixão Sublime, foi muito divertido vê-la a discutir (especialmente gaga) com ele!
Ne - Lilian e Lord Westcliff em Sedução Intensa. Um exemplo... exemplar =p

O Fruto Proibido 

Qual a relação proibida porque torces de qualquer jeito?

Mafi - A com Rhiannon de Every Day do David Levithan, eles têm de ficar juntos!
Ne - Rose Hathaway e Dimitri da Academia de Vampiros. Agora já me enjoei deles, mas continuam a ser o casal-separado que mais me fez torcer, e sofrer.
  

Suspiros, suspiros

Qual é o casal mais fofo da literatura?

Mafi - Anna e Etiénne, de Anna e o Beijo Francês, nem há dúvidas *.* 
Ne - Emma e Jack Cooke do Um Mar de Rosas. Tão fofos como Algodão Doceeeeee.


 Felizes para Sempre

De todos os casais sobre os quais já leste, qual deles significa para ti a perfeição?

Mafi - Will Herondale e Tessa Gray, oh wait... -.- 
Ne - Shawn e Brenna *.* As Lágrimas da Lua. Têm todos os condimentos, não são enjoativos, muito pelo contrário e no final... são felizes para sempre.


Queres Casar Comigo?

Qual foi a troca de alianças que te deixou nas nuvens?

Mafi - Eu não me lembro do casal mas foi num livro do Nicholas Sparks a Alquimia do amor, muito romântico e fartei-me de chorar.
Ne - Hum, não me lembro de haver troca de alianças de levar às nuvens. Os romances em que isso acontece, a parte romântica vem depois (nos romances históricos eles casam-se primeiro, certo?!).


 Amo-te!

Vá, conta-me lá... Qual é aquela declaração de amor?

Mafi - Depois de tudo pelo que passaram, quando finalmente o Nick e a Sienna se declararam em Duas Vidas foi bonito de se ler. 
Ne - Esses momentos são apagados da minha memória RAM. Demasiado lamechas...

Origem: "O Retrato da Mãe de Hitler" de Domingos Amaral


Imagem perfeita para o tipo de livro, não concordam?

Hoje fazemos 5 aninhos!

Bem vindas e bem vindos a mais um aniversário aqui do nosso cantinho, mais doce da blogosfera. Pois é, hoje comemoramos mais um ano...