20 de junho de 2013

Opinião Young-Adult: "Quando te deixar" de Sarah Dessen



Eu nunca tinha lido uma autora como a Sarah Dessen. Sou uma verdadeira romântica incurável e sendo o género YA o meu género preferido e aquele com qual mais me identifico, não haver romance num livro YA para mim era um crime. Por essa razão, as minha primeiras leituras com esta autora não foram grande surpresas, aliás foram mais desapontamentos. Pensava que ia adorar os livros mas percebi que estes eram bem mais sóbrios do típico romance YA contemporâneo. Aprendi a apreciar os livros da autora e posso afirmar e confirmar que como leitura YA realista não há melhor autora.

Quando te DeixarMais uma vez entrei  de cabeça no mundo Dessen e apesar de ter interrompido a leitura por alguns dias, em geral foi mais uma leitura emotiva e profunda, desde o início até ao fim das páginas de "Quando te deixar". Considerado o melhor romance da autora, Dessen apresenta-nos uma narrativa com alguma densidade, intercalando histórias e principalmente personagens tão diferentes mas lá no fundo, tão semelhantes. Dor, inseguranças, luto e medo são as bases para este livro, mas à medida que vamos acompanhando a história de Macy, o leitor, tal como a própria protagonista, vai saindo deste estado de melancolia, a caminho da felicidade. E quando fechamos o livro, não nos resta mais que um sorriso no rosto e o coração quente, por uma leitura tão boa. 
A complexidade e o desenvolvimento que a autora consegue dar às personagens e às relações de amizade, amor, trabalho e familiaridade é algo extraordinário. Sentimos uma empatia incrível com Macy que se esforça para ultrapassar uma fase bastante negra da sua vida ao tentar ser a filha e a namorada perfeita mas que não consegue agradar a todos, muito menos a ela própria. Ao conhecer Wes, Kristy, Bert entre outros, a protagonista entra num processo de descoberta e de aprendizagem do que a faz verdadeiramente feliz.

Adorei o jogo que a autora criou no livro, e gostei especialmente que tenha sido só algo de Macy e Wes, foi muito bom ver a evolução da amizade entre os dois. Claro que gostava de ter visto mais romance, mas começo a ficar habituada a esta forma da autora, romancear a amizade. E gosto.

É talvez o livro mais pesado que li da autora mas recomendo de olhos fechados. 


Eis Macy Queen, Miss Perfeição, o sonho de qualquer mãe. Boa aluna. Praticante de ioga. Um namorado estável. Um futuro brilhante, completamente planeado, à sua frente. Mas estas férias de Verão prometem trazer algum caos a uma vida tão organizadinha… Com o namorado, Jason, fora da cidade, a rotina de Macy divide-se entre um emprego de férias, na biblioteca local, e a mãe, afogada no trabalho e sem tempo a perder com os problemas da filha. Um acaso cruza o destino de Macy com o de Delia, uma cozinheira desordeira, e a sua equipa de catering. Entre tachos e panelas, abrem-se as portas a um mundo onde impera o imprevisto. E o imprevisto tem um nome: Wes, um ex-delinquente com enorme talento artístico e uma estranha mania de dizer sempre a verdade. Macy, a marrona, terá afinal de confrontar-se com aquilo que é hoje e com aquilo que pode, afinal, ser. Contudo a mudança tem um preço…

The Truth about ForeverTítulo Original: The truth about forever
Edição: 2010
ISBN:  9789727707874



1 comentário:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!