20 de maio de 2013

Opinião Histórica: "Prazeres Proibidos" de Laura Lee Guhrke

 
Sabem quando dizemos que não gostamos de algo sem sequer provarmos? Foi o que me aconteceu com estes romances. Meti na cabeça que não gostava de romances históricos mas um dia fui à biblioteca e trouxe comigo "Prazeres Proibidos" o primeiro livro da série,  apenas para confirmar que NÃO GOSTAVA deste tipo de livros. Realmente os meus gostos não me enganam, pois eu não gostei do livro, eu ADOREI o livro! Devorei-o em poucas horas e fiquei completamente apaixonada. 
 
Prazeres Proibidos (Guilty Series, #1) Como li o livro em 2009, e naquela altura não fazia opiniões, agora é difícil dar uma opinião concreta do que achei. Baseando-me um pouco na sinopse, o livro conta a história de Daphne, uma jovem bela, tímida e inteligente que apesar de ter todos os atributos para ser apreciada por vários homens, nunca ligou muito ao sexo masculino, escondendo sempre a sua beleza. Surge a oportunidade de trabalhar na inauguração de um museu e é aí que conhece Anthony, um duque que irá deixar o coração de Daphne (e já agora o meu também) a bater mais depressa, pois quem não gostaria de ter um patrão a trabalhar numa escavação, sem camisa e mostrar os peitorais e músculos bem definidos? A jovem apaixona-se perdidamente por este mas a relação entre os dois não vai ser fácil. Rude, frio, distante, Anthony não sente qualquer desejo pela moça. Bastou uma conversa privada entre o jovem duque e a sua irmã, Viola, que irá ser protagonista do 3º livro, para o livro aquecer. Sem querer Daphne fica a saber que nunca terá hipóteses com o seu príncipe encantado. Magoada, decide partir mas é convencida a ficar, até o museu ser aberto. É durante este tempo que os dois vão se conhecer melhor e vão se apaixonar perdidamente, entregando-se às loucuras da paixão. Contrariamente ao que sentia, Anthony vê-se obrigado a inventar todos os pretextos para que Daphne prolongue a sua estadia.  
 
A tímida e querida Daphne transforma-se numa mulher decidida e numa mulher fogosa deixando de lado qualquer timidez e o Anthony deixa de lado a frieza que lhe é característica, abrindo o coração à sua doce amada. 
Este livro foi um excelente início para uma série que se adivinhava muito boa, mostrando que não é apenas a beleza física que interessa, e que todas de nós temos uma deusa interior capaz de deixar qualquer homem KO. Confesso que gosto muito de livros onde a personagem feminina é o patinho feio que se transforma num belo cisne e que choca com o homem machão mas que afinal é um romântico incurável.
 
É também neste primeiro livro que é introduzido o protagonista da segunda história "His Every Kiss" que felizmente já se encontra lançado em português! Opinião em breve!

Toda a mulher tem os seus prazeres proibidos…

Para a delicada e tímida Daphne Wade, o mais apetecível prazer proibido é observar discretamente o seu patrão, o duque de Tremore, enquanto este trabalha numa escavação na sua herdade. Daphne foi contratada para restaurar os tesouros de valor incalculável que Anthony tem estado a desenterrar, mas não é fácil para uma mulher concentrar-se no seu trabalho quando o seu atraente patrão está sempre em tronco nu. Apesar dele não reparar nela, quem a pode censurar por, mesmo assim, se ter apaixonado desesperadamente por ele?
Quando a irmã de Anthony, Viola, decide transformar esta jovem e simples mulher de óculos dourados numa provocante beldade, ele declara a tarefa impossível. Daphne fica arrasada quando sabe… mas está determinada a provar que ele está errado. Agora, uma vigorosa e cativante Daphne sai da sua concha e o feitiço vira-se contra o feiticeiro. Será que Anthony conseguirá perceber que a mulher dos seus sonhos esteve sempre ali?

Guilty Pleasures (Guilty, #1)


Título Original: Guilty Pleasures
Edição:  Maio 2009 
ISBN: 9789722038188



Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!