29 de abril de 2013

Opinião Sobrenatural: "Aurora Negra" de L.J. Smith


Mais uma vez este livro enquadra-se na categoria de juvenis e de "já não são para a tua idade", mas não consigo deixar de me entusiasmar ao ler este género de livros, nem de me fartar da temática vampirica. Aurora Negra não se enquadra totalmente nesta última, desta vez L. J. Smith foca mais a vertente dos humanos e das bruxas, o que só abona em seu favor.
O Vampiro Secreto continua a ser o que mais me marcou, talvez por ter sido o primeiro, mas este ultrapassou todos e, neste momento, é o meu preferido dos cinco. Não consigo perceber se é pelo "doseamento" dos tipos de personagens ser mais variável, se é pelo aspecto medieval tão presente e que lhe dá um toque diferente do actual dos anteriores, ... só sei que achei-o muito mais entusiasmante, e que se não fosse pela referência aos Poderes Indomáveis, também se distinguia pela sua independência dos restantes volumes.
Gostei bastante da heroína, que apesar de ter algumas características de "Mary Kate" tem outras facetas bastante engraçadas e fortes que acabam por conquistar o príncipe e o leitor da mesma maneira. As personagens secundárias também acabam por se tornar tão importantes como Maggie, o que é outro ponto a favor de Smith.
O romance continua presente e não tão inocente como nos outros. Desta vez há um envolvimento maior, menos infantil e que nos traz umas "almas gémeas" ligeiramente diferentes das anteriores, tanto ao nível do "toque" como da conexão psíquica. Ou seja, a escritora regrediu um pouco para a ligação vampiro/humano, mas melhorou nas consequências desta.

O Mundo da Noite não é um lugar. Ele está à nossa volta. As criaturas do Mundo da Noite são belas, fatais e irresistíveis para os humanos. O teu melhor amigo pode ser uma delas - e a pessoa de quem gostas também. As leis dos Noite do Mundo são muito claras: os humanos não devem saber nunca que o Mundo da Noite existe. E os membros do Mundo da Noite nunca deverão apaixonar-se por humanos. Viola as leis e as consequências serão terríveis.
Maggie é o retrato de uma adolescente comum. No entanto, quando a namorada do irmão irrompe pela casa uma noite informando que ele morrera num acidente de alpinismo, ela sente que não é verdade. Não conformada, Maggie resolve investigar e depara-se com um antigo reino do Mundo da Noite, quando tenta resgatar o irmão que afinal fora raptado por uma bruxa. Na tentativa de fuga descobre uma comunidade de escravos humanos governados por vampiros numa montanha. Devido às roupas modernas que usa, os outros escravos recebem-na como um messias que os irá conduzir à liberdade. Mas também conhece Delos, o príncipe vampiro deste reino, que descobre ser a sua alma gémea. Hunter Redfern, o pai de Delos, aparece para controlar a situação e decide que a única forma de salvar Maggie é transformá-la num vampiro mesmo contra a sua vontade.

Black Dawn (Night World, #8)


Título Original - Black Dawn
Edição - Janeiro 2011
ISBN - 9789896571436



Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!