12 de abril de 2013

Opinião Contemporânea: "O Rebelde Irlandês" de Nora Roberts


Re-visitem as minhas Primeiras Impressões.

Ora que motivo melhor do que ler estes livrinhos e contribuir para a Team Mafi (Maratona Especial Páscoa)? Como disse nas minhas Primeiras Impressões, graças à Fernanda Rocha pude completar a minha Trilogia dos Corações Irlandeses e ganhar novo entusiasmo para a continuar e terminar.

O Rebelde Irlandês é então o ponto final desta trilogia e que belo ponto final. Aqui encontramos a história de uma das filhas do casal do primeiro livro Fogo Irlandês, Adelia e Travis, cujo nome é Keeley.

Com a típica história da menina rica e do empregado pobre e independente, Nora Roberts constrói este pequeno livro. Este não é muito longo, mas a história também não dava para desenvolver muito mais. Temos o choque de vidas e experiências, temos em comum os talentos de ambos para os cavalos, e pronto. De qualquer forma, o romance e a atracção são quase palpáveis, e Keeley é uma jovem-adulta que sabe o que quer, e passada a timidez e frieza inicial ela é que se acaba por atirar a'O Rebelde Irlandês eheh.

Como livro pertencente a uma trilogia, Nora Roberts insere sempre a presença ou a lembrança de outros personagens de livros anteriores. Gosto muito deste ponto, porque tanto torna tudo mais continuo, como refresca certas características e mata algumas saudades.

Sinopse em Doce do Momento.

Irish Rebel


Título Original - Irish Rebel
Edição - Abril 2012
ISBN - 9788490109854

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!