23 de janeiro de 2013

Opinião Histórica: "Alma Rebelde" de Carla M. Soares



Muitas interjeições como "Ah" e "Oh". Sei e concordo que se enquadram na história e época, mas penso que um bocadinho menos ficaria menos repetitivo e por isso melhor.
O salto temporal no casamento de Joana e Santiago foi algo que me surpreendeu e que até me fez voltar atrás para verificar se me tinha faltado alguma coisa. Não percebi a ausência deste momento tão esperado.
Foi um prazer conhecer personagens como Brites, D. Ana e Ester, mas gostava de ter conhecido melhor D. Pedro e a sua história.
Gostei do ultimo conjunto de cartas de Ester e achei que foi uma maneira muito inteligente de fazer avançar o tempo sem o típico "passados x anos/meses". Assim Carla M. Soares conseguiu que esse ponto da história não ficasse tão incompleto e ainda nos alimentou mais a curiosidade quanto ao destino de Joana.
Defendo que mais diálogos seriam um ponto a favor da obra. As descrições estão óptimas, mas as conversas entre personagens iriam dinamizar muito mais toda a acção. Assim acho que certos excertos mais longos de pensamentos ou até descrições ficaram um pouco monótonos.
Em relação aos protagonistas tenho a indicar que a descrição de Santiago poderia ter sido mais completa. Joana é descrita bastante bem, mas fiquei sem perceber bem a cor dos olhos ou do cabelo, ou até o tamanho do nariz, a forma do queixo ou de outro aspecto mais pormenorizado do personagem masculino principal.
A personagem Joana acabou por ter alguns altos e baixos. Adorei o final e por isso ela está incluída, mas achei que quando ela se mudou para casa de Santiago a sua auto-estima foi um pouco abaixo, o que não entra em concordância com a sua personalidade forte, teimosa e arisca. Assim, apesar de perceber a razão desta mudança, penso que este ponto foi um pouco exagerado e por isso não muito elogiador para a personagem.
De qualquer forma nada disto contribui para uma leitura mais lenta, visto que esta, no meu caso, foi feita em dia e meio, sempre a um ritmo constante ou até acelerado.

No calor das febres que incendeiam a Lisboa do século XIX, Joana, uma burguesa jovem e demasiado inteligente para o seu próprio bem, vê o destino traçado num trato comercial entre o pai e o patriarca de uma família nobre e sem meios.
Contrariada, Joana percorre os quilómetros até à nova casa, preparando-se para um futuro de obediências e nenhuma esperança.
Mas Santiago, o noivo, é em tudo diferente do que esperava. Pouco convencional, vivido e, acima de tudo, livre, depressa desarma Joana, com promessas de igualdade, respeito e até amor.
Numa atmosfera de sedução incontida e de aventuras desenham-se os alicerces de um amor imprevisto... Mas será Joana capaz de confiar neste companheiro inesperado e entregar-se à liberdade com que sempre sonhou? Ou esconderá o encanto de Santiago um perigo ainda maior?


Título - Alma Rebelde
Edição - Abril 2012
ISBN - 9789720043375

1 comentário:

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!