23 de dezembro de 2012

Opinião Suspense: "Os Céus de Montana" de Nora Roberts

A vontade não falta, mas o tempo parece que foge e por isso só quando surgem pequenas oportunidades é que posso pegar nos livros da Nora Roberts e saciar um pouco as saudades.
Apesar de a capa ser a minha menos preferida (visto que todas são preferidas!) e a sinopse não me ter chamado minimamente a atenção (foi a primeira vez que me aconteceu), como andava numa fase de ler e ver coisas de cowboys decidi ler este entre todos os outros que se encontram nas estantes.
Em relação ao Montana Sky, sendo o título português Os Céus de Montana, ainda estou indecisa em relação à minha opinião final.
Por um lado gostei do facto de haver dois vilões e de ambos estarem tão escondidos nos actos um do outro que só me apercebi disso quase no final, ou seja, quando ficam reduzidos a metade; por outro lado achei que a autora podia ter aproveitado melhor as outras relações paralelas e presentes, principalmente no que se refere à dupla Lily e Adam. Tive pena que a escritora não tivesse descrito ou até desenvolvido os momentos mais marcantes da relação destes últimos, refiro-me aqui ao primeiro beijo, que foi de certa forma "tapado", e ao momento de "fazerem" o filho.
Fiquei bastante desiludida, porque normalmente Nora Roberts não desaproveita estas oportunidades para fazer a sua magia, mas desta vez penso que acabou por ser muito vaga, tanto neste caso, como nas outras relações, incluindo a principal, fazendo com que a empatia diminuisse ao longo do livro.

O final acabou também por ficar um pouco aberto demais, não desgostei, apenas achei que devia ter um ponto final mais definitivo e não umas longas reticências. Gostava de ter acompanhado uma possível gravidez de Willa, mas à semelhança da obra Levado Pelo Mar não gostei muito do par principal, tendo acabo por preferir o par Nate/Tess.
O que estragou mais foi mesmo o facto de ter visto o trailer do filme deste livro. Os actores escolhidos não eram nada do que estava à espera ou tinha imaginado, acabando por substituir o que tinha na minha cabeça e tornando tudo muito menos bonito e perfeito. Não vou ver o filme com toda a certeza.
Apesar de todos estes pontos menos positivos continuo a gostar bastante do livro. As descrições, tanto dos cenários como das situações mais misteriosas ou românticas continuam a transformar todo o livro e a manter Nora Roberts no topo do meu pedestal.
Quando Jack Mercy morreu deixou um rancho no valor de muitos milhões de dólares. Agora, as suas três filhas - cada uma nascida no seio de um casamento diferente e sem ligação com as irmãs - reúnem-se para ouvirem a leitura do testamento. Mas as jovens ficam chocadas ao descobrirem que, antes de qualquer uma delas poder herdar a sua parte, terão de viver em conjunto no rancho durante um ano. Será isso possível sendo irmãs...mas completamente estranhas?
Cedo vão ter de descobrir, pois ao herdarem o rancho também herdaram um antigo inimigo. E se o azedume e as feridas antigas as dividirem, serão destruidas sem piedade.
Nora Roberts, a autora bestseller do New York Times volta a exceder-se, com um romance extraordinário e avassalador como o próprio céu do Montana...
Título Original - Montana Sky 
Edição - Novembro 2010
ISBN - 9789898032935

1 comentário:

  1. Pensava que no livro todas as três irmãs seriam protagonistas. Afinal há uma que se destaca?
    Ai, queria tanto meter a mão a este livro... mas uma coisa é certa: com tantos livros que quero comprar, só compraria este se tivesse a certeza que era muito bom. E pelo que dizes, parece não ser do melhor da Nora Roberts...
    Beijinho

    ResponderEliminar

Dar feedback a um post sabe melhor que morangos com natas e topping de chocolate!